Meu título conteúdo da página

.

.

Arquivo

Navigation

Airbus é escolhida pela ESA para o programa EGNOS V3

A Airbus foi escolhida pela Agência Espacial Europeia (ESA) como principal contratada para desenvolver o EGNOS V3, a próxima geração do Sistema Europeu de Aumento Baseado em Satélites (SBAS) planejado para fornecer à comunidade de aviação serviços avançados de Segurança da Vida e novos serviços para usuários marítimos e terrestres.

Desenvolvido pela ESA em nome da Comissão Europeia e da GSA - Agência Europeia de Sistemas Globais de Navegação por Satélite (GNSS), o EGNOS V3 (Serviço Europeu de Sobreposição Geoestacionária de Navegação) proporcionará aplicações operacionais aumentados de Segurança da Vida na Europa que melhoram a precisão e a disponibilidade de serviços de posicionamento de usuários de GNSS (Galileo e GPS) e fornecerá mensagens cruciais de integridade aos usuários do EGNOS com alertas em alguns segundos em caso de degradação do sistema. Isso vai consolidar a posição do EGNOS como um dos sistemas GNSS de ponta para o futuro.

Assim, o EGNOS V3 oferecerá melhorias no desempenho dos serviços de Segurança da Vida (SoL), onde as vidas das pessoas estiverem potencialmente em risco, sobre a Europa para a comunidade da Aviação Civil, assim como novas aplicações para usuários marítimos ou terrestres. Além disso, vai melhor a robustez contra os crescentes riscos de segurança, especialmente riscos de segurança cibernética.

O EGNOS V3 assegurará uma continuidade total do serviço na próxima década e será o primeiro SBAS operacional a implementar o padrão mundial de dupla frequência e multi constelação, com GPS e Galileo, substituindo o EGNOS V2, que está em operação desde 2011.

“Este programa é estratégico para fortalecer a nossa posição no campo da Navegação. A assinatura deste contrato é o resultado de mais de 5 anos de intenso trabalho em equipe e de investimentos”, disse Nicolas Chamussy, Diretor de Sistemas Espaciais da Airbus. “Com o nosso Consórcio, trazemos um grande conjunto de recursos e também de experiência na Europa na cobertura do desenvolvimento bem-sucedido do segmento em solo crítico e seguro. Estou confiante de que faremos do EGNOS V3 uma história de sucesso”.

Como contratada principal, a Airbus liderá um consórcio com parceiros da França, Alemanha, Espanha e Suíça. A Airbus será responsável pelo desenvolvimento, integração, implantação e preparação das operações do EGNOS V3, pelo desempenho geral do sistema, e pelas instalações centrais de processamento (Central Processing Facility), o coração dos algoritmos de navegação em tempo real.

Durante o contrato de 6 anos e meio, cerca de 100 pessoas e 20 subcontratados trabalharão na entrega do sistema EGNOS V3. Em 2023, a versão de frequência única estará disponível para substituir a versão operacional atual e, 18 meses depois, será entregue a versão final em dupla frequência.

O EGNOS compreende uma grande rede de cerca de 50 estações terrestres implantadas na Europa, África e América do Norte, dois centros mestre de controle localizados perto de Roma e Madri, e um Centro de Apoio à Operação do Sistema em Toulouse. O EGNOS também usará uma carga útil de navegação por satélites geoestacionários.



fonte: JeffreyGroup Brasil
SHARE
Banner

Comentar: