Meu título conteúdo da página

.

.

Arquivo

Navigation

Infraero promove ações para redução do consumo de copos descartáveis


Optar por copos reutilizáveis em vez de descartáveis, na sede, em Brasília (DF), será a primeira ação da Infraero, no ano de 2018, como incentivo aos funcionários para minimizar a produção de resíduos, além de diminuir os gastos recorrentes com o produto. Somente nas dependências da empresa no Distrito Federal, são utilizados cerca 4,7 mil copos descartáveis por dia, o que gira em torno de 117 mil unidades por mês, o que chega a custar R$ 36 mil ao ano para a empresa.

Pensando nas boas práticas ambientais através de ações sustentáveis, a Infraero adota, a partir deste mês de janeiro, o uso de copos reutilizáveis, em acrílico. O produto, que já está sendo distribuído aos empregados, pode ser 10 vezes mais resistente a impactos do que o vidro e é 100% reciclável. Com efeito, já no mês de fevereiro, a Infraero reduzirá a disponibilidade de copos descartáveis.

Segundo o Superintendente de Meio Ambiente da Infraero, Fued Abrão Junior, o objetivo é, além dos ganhos ambientais, reduzir as despesas com aquisição de copos descartáveis em toda a empresa. Estima-se que a substituição desses gerará, apenas no primeiro ano, uma economia de mais de R$ 30 mil. “Ao final dessa primeira etapa serão distribuídos mais de 2 mil copos de acrílico aos funcionários de Brasília, ao custo R$ 5,7 mil. Em termos médios, esse valor corresponde cerca de dois meses das despesas com os descartáveis”, disse.

O gestor acrescenta que a meta é implantar a medida em todas as unidades da empresa até o fim do ano. “Estamos iniciando pela sede, em Brasília. Daqui para frente, vamos sistematizar essas ações e estendê-las aos aeroportos, de acordo com suas características e planejamento orçamentário”, explica.

Sustentabilidade em pauta

Outras 43 medidas de sustentabilidade serão implementadas até 2020 na Infraero. “Uma das principais será a elaboração do Guia de Compras Sustentáveis, cujo objetivo é incluir requisitos de sustentabilidade ambiental nas aquisições de materiais e serviços, a exemplo do previsto na Lei das Estatais (Lei 13.303/2016)”, destaca Fued. Dentre outras iniciativas, está a racionalização no uso de recursos naturais, mudança de tecnologias e a qualidade de vida dos colaboradores.

Também já foram adotadas outras ações de consumo sustentável em toda a Rede Infraero; como a redução de uso do papel e cartucho para impressões; substituição de lâmpadas fluorescentes por LED (Light Emitting Diode) em aeroportos; implantação de sistemas de energia solar fotovoltaica; aproveitamento da água da chuva para uso em sanitários, limpeza e testes dos Caminhões de Combate ao Incêndio (CCIs); e coleta seletiva.




fonte: Infraero
SHARE
Banner

Comentar: