Meu título conteúdo da página

.

.

Arquivo

Navigation

Voos com conexão são mais baratos que os diretos em 60% dos casos


Quem quer economizar em viagens nacionais e internacionais pode abrir mão da rapidez para economizar. É que um estudo do Skyscanner, buscador global de viagens, confirmou o que alguns viajantes mais experientes já perceberam na prática: voos com conexão são mais baratos em cerca de 60% dos casos.

Segundo a pesquisa, num voo para a Cidade do México, por exemplo, é possível economizar, em média, 25% na passagem aérea ao parar em um local intermediário. Além disso, viajar com uma parada para Lisboa (LIS), rende uma economia média de 16%; para Amsterdã (AMS) de 15%; Orlando (MCO) e Miami (MIA) gira em torno de 12%; e para Paris (CDG) o viajante chega a economizar 11%.

Mas vale ficar alerta porque para rotas mais curtas os voos diretos tendem a ser mais baratos do que os voos com conexões. Para Buenos Aires, na Argentina, o voo direto é 12% mais barato que o voo com escala. Já para Santiago, no Chile, o voo direto sai 6% mais em conta. O mesmo pode ser observado para Madri, que chega a ser 12% mais barato sem a parada.

“O importante é o viajante avaliar, além do preço, se a parada vale a pena pelo tempo que ele tem disponível”, destaca Tahiana Rodrigues, gerente de comunicação do Skyscanner. Ou seja, se o viajante tem pouco tempo de férias, por exemplo, deve priorizar os voos diretos para aproveitar mais a viagem.

Veja os resultados

Destinos de viagem que historicamente ficam mais baratos com conexão:


  • Amsterdã – 15%
  • Cidade do México – 25%
  • Lisboa – 16%
  • Miami – 12%
  • Nova York – 7%
  • Orlando – 12%
  • Paris – 11%
  • Roma – 11%

Destinos que historicamente são mais baratos voando diretamente:


  • Buenos Aires – 12%
  • Madri – 12%
  • Montevidéu – 2%
  • Punta Cana – 48%
  • Santiago – 6%



fonte: extra


Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:


SHARE
Banner

Comentar: