Meu título conteúdo da página

.

.

Arquivo

Navigation

Aeroporto de Carajás comemora 35 anos de operações


O Aeroporto de Carajás (PA), localizado no município de Parauapebas, comemora, neste sábado (23/9), 35 anos de operações. Inaugurado em 1982, o terminal foi construído para atender à demanda das atividades da maior jazida de ferro do mundo – explorada pela Vale –, por meio do Programa Grande Carajás, do Governo Federal. Em 1985, a Infraero assumiu a jurisdição técnica, administrativa, comercial, operacional e de navegação aérea do aeroporto, por meio de convênio com a Vale S/A.

O superintendente do aeroporto de Carajás, Roberto de Santana Campos, explica que o terminal tem grande importância para o desenvolvimento do país. Ao longo dessas três décadas, o aeródromo se tornou a principal porta de entrada de investidores do mercado financeiro mundial que visitam a região em busca de negócios com a mineradora. “Com sua localização privilegiada, cerca de 90% do movimento que acontece no aeroporto está ligado diretamente as atividades da Mina de Ferro Carajás e do Projeto S11-D da Vale”, reforça.



Com capacidade de receber até 300 mil passageiros por ano, o terminal registrou, em 2016, 162.160 mil viajantes, entre operações de embarque e desembarque. Diariamente, operam em média quatro voos das companhias Azul e Gol, que interligam o aeroporto ao Rio de Janeiro (RJ), Belém (BE), Marabá (PA) e Confins (MG). Opera também um E-190 particular da empresa Vale S/A com voos na segunda-feira e sexta-feira, ligando Belo horizonte (MG) a Carajás (PA).



Melhorias 

Em maio de 2017, as áreas de despacho e restituição de bagagens (lado AR) receberam cobertura em policarbonato para proteger as operações do mau tempo, proporcionalizando melhor conforto nos procedimentos de embarque e desembarque. No mesmo período, houve a comercialização do estacionamento, que teve sua gestão transferida para a INFOPARK, empresa especializada do ramo. Todas essas melhorias trouxeram aos passageiros e usuários maior comodidade, conforte e segurança nas atividades.



fonte: Infraero

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

SHARE
Banner

Comentar: