Meu título conteúdo da página

.

.

Arquivo

Navigation

IBERIA E BRITISH AIRWAYS VÃO PASSAR A COBRAR 9,5 EUROS POR RESERVAS EM GDS


As companhias aéreas Iberia e a British Airways, pertencentes ao grupo IAG, comunicaram às agências de viagens que a partir de 1 de Novembro vão aplicar um suplemento de 9,5 euros por cada reserva que se realize em canais diferentes aos das companhias aéreas ou em que não utilizem o programa NDC – New Distribution Capability da IATA.

Ou seja, a partir de Novembro, as reservas elaboradas através dos GDS ou de outros sistemas de intermediação que não usem o sistema NDC vão passar a ter este suplemento.

Segundo a agência EFE, a companhia aérea espanhola vende os seus bilhetes através de um grande número de canais e alguns deles implicam custos sensíveis.

Neste contexto e com a criação do NDC, a Iberia apostou numa nova aproximação na sua política de distribuição junto das agências de viagens.

A companhia espanhola, assim como a British Airways, vai continuar a não cobrar suplemento nos bilhetes que sejam comprados nos seus canais directos – página web, call centers, escritórios – ou através de intermediários – por exemplo, as agências de viagens -, que adoptem o sistema NDC.

“Esta decisão limita a a cobrança do suplemento às transacções que se realizem através dos grandes sistemas globais (GDS), sempre que não adoptem a conexão NDC”. Nestes casos, a Iberia cobrará 9,5 euros por cada componente de tarifa, um conceito que só pode coincidir com um trajecto entre origem e o destino final (desde que conste mais do que um voo).

A British Airways e a Iberia seguem assim a política comercial já iniciada em 2015 pela Lufthansa.



fonte: publituris
SHARE
Banner

Comentar: