.

.

Arquivo

Navigation

Governo deve negociar com Anac a implantação de voos internacionais no Acre


Secretária diz que parceria com a Anac visa instalação de órgãos federais em aeroporto de Rio Branco. Anac informou que ainda não recebeu solicitação de empresa aérea internacional para voos no Acre.



O governo do Acre deve negociar a implantação de voos internacionais no Aeroporto Plácido de Castro, em Rio Branco. Conforme o governo, a empresa aérea boliviana Amaszonas já possui um projeto aprovado pela Anac para realizar viagens entre as cidades de La Paz, Cuzco e a capital acreana.

Ao G1, a Anac informou que, até o momento, não recebeu nenhuma solicitação da Amaszonas nesse sentido. A agência também disse que, por enquanto, não há uma previsão para que as empresas aéreas operem voos internacionais a partir do aeroporto do Acre. A Anac pontuou ainda que após a solicitação das empresas, deve passar por avaliação técnica para então, prosseguir com a autorização.

A secretária de Turismo do Acre, Rachel Moreira, explicou que o governo buscou a Anac e pediu apoio para instalar no aeroporto os órgãos necessários para que recebam a bandeira para voos internacionais. Segundo ela, para ter a autorização, é preciso que no local haja funcionários da Polícia Federal (PF), Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Receita Federal e Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Rachel relatou também que o processo para a autorização começou em 2014 quando receberam a visita da empresa aérea boliviana que queria se instalar no Acre. Porém, como a área para embarques internacionais não estava pronta, seria uma autorização precária e que poderia cair a qualquer momento.

“Como há a previsão de conclusão da obra, nós precisamos alfandegar o aeroporto. Ou seja, estamos trabalhando com o pedido para que o aeroporto nacional passe a ter uma bandeira internacional. Mas, para isso, é preciso atender alguns requisitos que vão ser atendidos com o término da obra", explica.

O superintendente do aeroporto de Rio Branco, Jailson Araújo, explica que as obras no prédio devem ser finalizadas em agosto desse ano. Segundo ele, a partir dessa data, o local vai ficar apto a receber voos internacionais. “Aguardamos o posicionamento e informações das empresas aéreas para poder solicitar a homologação junto a Anac, mas já existe um trabalho sendo feito nesse sentido pelo estado”, afirma.

A secretária de |Turismo acrescentou ainda que a Anac solicitou documentos da empresa boliviana que quer operar no Acre. Segundo ela, o governo informou para a Amaszonas que a implantação pode ocorrer a partir de agosto. Porém, a empresa aérea informou que já tinha fechado o planejamento para 2017 e não houve a preparação para a instalação de um novo voo.

“Depois disso, ou a empresa deve vir ao Acre para fazermos as tratativas e tentar implantar o voo ainda esse ano, nem que seja no fim de 2017 para atender o período de férias. Ou, o governador vai até La Paz para falar com a direção da empresa, ainda estamos definindo qual vai ser o melhor modelo para a Amazonas, pois o interesse é nosso”, finaliza.



fonte: G1
SHARE
Banner

Comentar: