Meu título conteúdo da página

.

.

Arquivo

Navigation

Alas 6 e 11 são ativadas em Porto Velho e Galeão


Novas unidades militares vão tornar a administração mais eficiente e focada

A Força Aérea Brasileira (FAB) dá seguimento à ativação de unidades militares que fazem parte do processo de reestruturação da Força Aérea. O objetivo é tornar a instituição mais eficiente e focada na sua atividade-fim.

Porto Velho (RO) - Na quarta-feira (01/02), foi a vez da Ala 6, em Porto Velho (RO). A cerimônia, presidida pelo Comandante de Preparo, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Egito do Amaral, marcou a assunção do Coronel Aviador Célio Otávio Araújo Galvão como comandante da Ala 6 e a desativação da Base Aérea de Porto Velho.

A nova unidade possui um esquadrão de caça, o Grifo (2°/3° GAV) – composto pelas aeronaves A-29 Super Tucano; e um esquadrão de helicóptero, o Poti (2°/8°GAV) - composto pelos helicópteros de ataque AH-2 Sabre.

De acordo com o Comandante da Ala 6, essa nova formatação trará benefícios que possibilitarão uma maior operacionalidade da FAB na Amazônia Ocidental. “A ativação permitirá reunir todos os meios dispostos diretamente ligados ao emprego do poder aéreo em uma nova organização, mais leve, dinâmica, e totalmente voltada para o operacional”, completou.

O Coronel Galvão lembrou, ainda, a importância de todos os militares e civis que fizeram parte da história da Base Aérea de Porto Velho durante 32 anos e destacou a responsabilidade que os envolvidos com a unidade têm, a partir de agora, na construção da Ala 6.



Galeão (RJ) - O Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato, presidiu, na última sexta-feira (27/01), a cerimônia militar de ativação da Ala 11, no Galeão (RJ). A nova unidade responsável por dirigir, coordenar e controlar as atividades operacionais, logísticas e de segurança e defesa da região.

O evento também marcou as desativações da II e da V Força Aérea e da Base Aérea do Galeão (BAGL). Em sua despedida, o Coronel Aviador Leonardo Guedes, Comandante da BAGL agradeceu a oportunidade de estar a frente desta importante função e a toda a equipe da base, que o ajudou a tornar esta tarefa mais fácil de cumprir. “Estava acompanhado de militares e civis completamente comprometidos e abnegados”, disse.

O Brigadeiro do Ar Roberto Ferreira Pitrez, comandante da II Força Aérea, também agradeceu a confiança ao ser indicado para a missão e a sua equipe por sempre estar ao seu lado, o que deu a ele a certeza de que um bom trabalho seria realizado.

O comando da Ala 11 está a cargo do Brigadeiro do Ar Mozart de Oliveira Farias, antes comandante da V FAE. Em suas palavras, ele relembrou a missão da V FAE como o comando operacional responsável pelo preparo de suas unidades aéreas subordinadas. Remontou, também, os desafios a serem encarados pela nova organização, da mesma forma que haverá uma maior fortaleza à Aviação de Transporte, mais moderna e mais motivada.

A Ala 11 é composta pelas seguintes Unidades Operacionais de Transporte Aéreo: Esquadrão Pioneiro (3º ETA), Esquadrão Condor (1º/2º GT), Esquadrão Corsário (2º/2º GT), Esquadrão Gordo (1º/1º GT) e Esquadrão Cascavel (1º GTT) e pelo Grupo de Segurança e Defesa, que corresponde ao antigo Batalhão de Infantaria Especial do Galeão. Além delas, fazem parte o Grupo Logístico.




fonte: FAB
SHARE
Banner

Comentar: