Meu título conteúdo da página

.

.

Arquivo

Navigation

Piloto da LaMia tinha pedido de prisão decretado na Bolívia



Ele e outros quatro militares são acusados de terem abandonado a Força Aérea Boliviana



O piloto boliviano Miguel Quiroga tinha uma ordem de prisão decretada pela Força Aérea da Bolívia. Ele comandava o avião da LaMia, que transportava o time da Chapecoense à Colômbia. A aeronave caiu perto do aeroporto de Medellín, deixando 71 mortos.

A informação foi divulgada pela Agência Boliviana de Informação (ABI). “O capitão Quiroga, que era o piloto do avião que se acidentou, estava sendo julgado pela Força Aérea Boliviana, inclusive tinha um mandado de prisão contra ele”, declarou o ministro da Defesa, Reymi Ferreira.

O ministro explicou que Quiroga e outros quatro militares são processados por terem deixado a Força Aérea Boliviana.

“Eles receberam uma formação profissional, um investimento do governo entre US$ 40 e US$ 50 mil, e, de repente, no meio de cumprir com o acordo de devolver esses conhecimentos e habilidades à Força Aérea e ao governo, preferem renunciar”, afirmou Ferreira.



fonte: metropoles



Baixe nosso aplicativo É GRÁTIS - http://app.vc/infoaviacao
SHARE
Banner

Comentar: