.

.

Arquivo

Navigation

AEROPORTO SANTOS DUMONT COMPLETA 80 ANOS


O Aeroporto Santos Dumont, no coração do Rio de Janeiro, completa 80 anos hoje (30/11). Para comemorar a data, o aeroporto vai ganhar uma festa bem ao estilo carioca, com direito a escola de samba, Spotter Day - evento destinado a fotógrafos apaixonados por aviação -, e uma exposição de fotos sobre a história do terminal mais charmoso do Brasil. 

Quem desembarcar às 10h30, vai ser recebido pela bateria da Escola de Samba Portela, que fará uma apresentação animada no terminal. Na parte da tarde, das 13h30 às 17h, será realizada a primeira edição do Spotter Day Infraero no Santos Dumont. Em seguida, para finalizar o dia de celebrações, será aberta, às 19h30, a exposição “Aeroporto Santos Dumont 80 anos”, com 70 fotos do acervo do jornal O Globo sobre o aeroporto, que fica em cartaz até o dia 30/12.

O terminal fluminense foi o primeiro aeroporto civil a operar voos comerciais no Brasil. Construído na década de 30, sobre um aterro à beira da Baía de Guanabara, o Santos Dumont tem localização privilegiada, situado a 2 quilômetros do centro do Rio de Janeiro e próximo dos principais hotéis e atrações turísticas da cidade. E se os viajantes e visitantes preferirem o conforto de um shopping, é só ir ao Bossa Nova Mall – o primeiro centro de compras brasileiro com hotel (Prodigy Hotel Santos Dumont) interligado a um aeroporto. O complexo ainda dispõe de um hotel, além de um centro de convenções com capacidade para 800 pessoas, e um business center com mais de 4 mil m².



Outro destaque do Aeroporto Santos Dumont é a moderna sala de embarque, a primeira no Brasil totalmente revestida de material transparente, que dá uma ampla visão para a Baía de Guanabara, onde é possível observar cartões-postais da cidade, como a Ponte Rio-Niterói, a Ilha Fiscal, local onde foi realizado o último baile do Império, o Museu de Arte Contemporânea, cujo projeto leva a assinatura de Oscar Niemeyer, a cidade de Niterói, a Escola Naval e o Pão de Açúcar. 

"É uma data simbólica para Infraero e para o Brasil, considerando que o sistema aeroviário é o principal meio de integração nacional. No coração do Rio de Janeiro, o Santos Dumont também está no coração dos brasileiros", destaca o presidente da Infraero, Antônio Claret de Oliveira.

Atualmente, quatro companhias aéreas operam voos no Santos Dumont – Latam, Gol, Avianca e Azul - que ligam o terminal a 19 destinos nacionais: Brasília (DF), São Paulo (SP), Guarulhos (SP), Campinas (SP), Vitória (ES), Curitiba (PR), Foz do Iguaçu (PR), Florianópolis (SC), Navegantes (SC), Porto Alegre (RS), Confins (MG), Uberlândia (MG), Campo Grande (MS), Cuiabá (MT), Goiânia (GO), Porto Seguro (BA), Porto Velho (RO), Campos dos Goytacazes (RJ) e Parauapebas (PA). 

O Santos Dumont tem capacidade para receber 9,9 milhões de usuários por ano e é considerado um dos dez aeroportos mais movimentados do país. Somente no último ano passaram pelo aeroporto 9,6 milhões de passageiros, entre embarques e desembarques. 

Quem chegar à capital carioca pelo Santos Dumont conta com empresas de táxis e quatro linhas de ônibus que seguem para vários pontos da capital fluminense. Além disso, em junho deste ano, foi inaugurada a primeira linha do Veículo Leve sobre trilho (VLT), que tem como uma de suas estações o aeroporto. Como novo meio de transporte, o Santos Dumont está interligado com o metrô – Estações da Cinelândia e Carioca.

Melhorias 

A Infraero investiu cerca de R$ 80 milhões nos últimos cinco anos para aprimorar a infraestrutura do Santos Dumont e garantir mais comodidade aos passageiros que passam pelo terminal. 

Entre as melhorias, está a reforma dos 75,3 mil m² do pátio de aeronaves, com o novo sistema de drenagem e pavimento mais resistente. A obra, entregue em fevereiro deste ano, envolveu a demolição do revestimento, base e sub-base do pavimento, a execução do novo sistema de drenagem, a recomposição do pavimento, a selagem das juntas e a pintura da nova sinalização horizontal do pátio de aeronaves, que conta com oito posições assistidas por pontes de embarque. Os trabalhos incluíram também a construção de uma nova posição remota, totalizando agora 14 posições remotas para aeronaves. Foram investidos R$ 46,5 milhões nessas melhorias, desenvolvidas em dez etapas – de modo a reduzir o impacto nas operações do aeroporto.

Outro investimento entregue no mês de fevereiro foi a ampliação da área comercial do aeroporto e uma nova área no terminal de embarque para lojas e restaurantes, cujos investimentos somaram R$ 11 milhões. A reforma do 2º piso da área de embarque possibilitará a ampliação da praça de alimentação do aeroporto.

Em janeiro de 2015, também foi concluída a aplicação de películas protetoras no terminal para reduzir os efeitos dos raios solares. Foram contempladas todas as áreas envidraçadas do terminal de passageiros, como o conector que compõe as salas de embarque e desembarque, portas, claraboias e janelas, sendo usados 11,2 mil m² de filme. O total do investimento foi de R$ 3,2 milhões.

Acesso para todos 

Em 2014 o Santos Dumont recebeu o selo de participação no projeto Rio Acessível, com a classificação Diamante. O local foi o único, entre os 250 pontos analisados na capital fluminense a receber esta certificação - o que significa mais de 90% de acessibilidade em todo o aeroporto. A iniciativa faz parte do projeto da Prefeitura do Rio de Janeiro que avaliou o nível de acessibilidade de pontos turísticos e museus, além dos locais de embarque e desembarque dos diferentes modais de transporte. 

As instalações no Santos Dumont seguem os padrões de acessibilidade da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). O espaço conta com balcões de informações, bebedouros e sanitários adaptados, semáforo sonoro, telefones para surdo com teclado acoplado, rampas nas calçadas em frente aos terminais, pisos táteis - que vão desde da calçada até o balcão de informações, no terminal de embarque, e do balcão do terminal de desembarque até saída do aeroporto. Conta também com 55 balcões de check-in e 51 totens de autoatendimento adaptados, além das vagas exclusivas no estacionamento para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.

Para os que necessitam de atenção especial quando as pontes de embarque não estão disponíveis, o aeroporto carioca dispõe de dois ambulifts - equipamentos com plataforma elevatória que auxiliam o embarque e o desembarque nas aeronaves que estão estacionadas no pátio, além de ônibus e micro-ônibus 100% adaptados.


fonte: Assessoria de Imprensa – Infraero
SHARE
Banner

Comentar: