Meu título conteúdo da página

.

.

Arquivo

Navigation

TAP IDENTIFICA CITY BREAKS NA EUROPA COMO MERCADO PARA AS SUAS TARIFAS ‘NO-FRILLS’


City breaks na Europa é um dos mercados que a TAP visa com o novo perfil da sua tarifa Discount, indicou ao PressTUR a sua directora Marketing, Paula Canada, que descreveu o ‘cliente-tipo’ deste segmento como o que procura “fundamentalmente preço baixo”.

A tarifa Discount é assumidamente “um preço de combate, bastante agressivo e competitivo”, sublinha Paula Canada, indicando que representa “uma quebra média de 34% dos actuais preços de Discount”.

“É o nosso menu que tem fundamentalmente preço baixo. Se não tiver bagagem [de porão], se não for esquisito com o lugar, se souber que vai naquele fim-de-semana e não precisa de alterar voos, pode comprar esta tarifa. ‘Usa e deita fora’. Não é reembolsável, nada”, enfatiza.

E para evidenciar ainda mais o conceito, Paula Canada avança com os exemplos de preços para “dois destinos importantes, como são Londres e Paris”, que “encaixam neste tipo de cliente que quer ir de fim-de-semana”.

Londres passa de 69 para 39 euros e Paris que passa de 44 para 32, incluindo já cinco euros de reserva pelo website da companhia (nas agências de viagens desconta esses cinco euros e soma a taxa de emissão da empresa). “São baixas significativas”.

Mas o conceito global anunciado pela TAP é, como explicou Paula Canada, “um conceito de menu: escolha como quer voar e paga o que precisa”.

E daí que além da Discount a TAP tenha as tarifas Basic, Classic, Plus, Executivo e Top Executive, cada uma delas com o seu menu de serviços.

A Basic já inclui uma bagagem de porão até 23 kg, a Classic já inclui escolha do lugar e a Plus é a mais flexível da económica, indicada para o cliente de empresa, porque “permite embarque prioritário, acesso ao fast track e reserva do lugar”, explicou Paula Canada.

Na classe executiva, por outro lado, passa a existir a Executive e Top Executive, de que uma das diferenças é nas fees de rebooking e reembolso que são respectivamente de 75 e 120 euros.

É com esta diferenciação de tarifas que a TAP entra na disputa do segmento no frills, mas difere em alguns aspectos do modelo de negócio das companhias aéreas low cost, alerta a directora de Marketing da TAP.

A TAP divulgou numa informação aos agentes de viagens a que o PressTUR teve acesso alguns exemplos da redução da tarifa mais baixa:

“Tarifa Lisboa-Londres: Compras até 1 de setembro 69,42€; Compras após 1 de setembro 39€ (tarifa Discount de ida, todas as taxas incluídas). Redução da tarifa Discount: 44%

Tarifa Lisboa-Paris: Compras até 1 de setembro 44,42€; Compras após 1 de setembro 33€ (tarifa Discount de ida, todas as taxas incluídas). Redução da tarifa Discount: 28%

Tarifa Lisboa-Valencia: Compras até 1 de setembro 94,42€; Compras após 1 de setembro 59€ (tarifa Discount de ida, todas as taxas incluídas). Redução da tarifa Discount: 37%

Tarifa Lisboa-Bruxelas: Compras até 1 de setembro 52,42€; Compras após 1 de setembro 35€ (tarifa Discount de ida, todas as taxas incluídas). Redução da tarifa Discount: 33%

Tarifa Lisboa-Frankfurt: Compras até 1 de setembro 127,42€; Compras após 1 de setembro 60€ (tarifa Discount de ida, todas as taxas incluídas). Redução da tarifa Discount: 53%

Tarifa Lisboa-Porto: Compras até 1 de setembro 38,80€; Compras após 1 de setembro 24,45€ (tarifa Discount de ida, todas as taxas incluídas). Redução da tarifa Discount: 37%”



fonte: presstur
SHARE
Banner

Comentar: