Meu título conteúdo da página

.

.

Arquivo

Navigation

Delta critica concessão de rota dada à Jet Blue


A Delta apresentou uma carta para a Administração de Serviços Gerais dos Estados Unidos (GSA, na sigla em inglês) para protestar contra a concessão da agência do governo da rota Nova York Kennedy-Milão para a Jet Blue.

A decisão, segundo a Delta, vai dirigir, na realidade, os dólares dos contribuintes norte-americanos para a Emirates, uma vez que a Jet Blue não opera voos transatlânticos. De acordo com uma reportagem publicada pela Travel Weekly, a Jet Blue tem um acordo de codeshare com a Emirates no serviço JFK-Milão.

A Delta e a American também oferecem voos diários entre esses destinos. As companhias, assim como a United, têm feito desde março de 2015 um lobby junto à administração do presidente Barack Obama para tomar medidas contra a Emirates, Etihad e Qatar Airways, que as empresas acusam de aceitar US$ 42 bilhões em subsídios estatais desde 2004, em violação dos acordos internacionais de aviação.

Na carta, a Delta escreveu que "esta parece ser uma violação flagrante da visão do Fly America Act de ajudar a melhorar a situação econômica e competitiva das transportadoras dos Estados Unidos".

Em declaração, o GSA defendeu o seu programa City Pair, no qual a Jet Blue recebeu a concessão, dizendo que ele irá salvar os contribuintes em US$ 2,4 bilhões durante o ano fiscal de 2017.

A objeção de Delta ao contrato da Jet Blue foi abordada pela Partnership for Open & Fair Skies, uma organização composta por Delta, United e American, bem como vários sindicatos da indústria aérea.




fonte: panrotas *Com informações de: Travel Weekly
SHARE
Banner

Comentar: