Meu título conteúdo da página

.

.

Arquivo

Navigation

Pouso seguro após falha de motor do helicóptero será um dos temas tratados em evento


Simpósio de Segurança de Voo acontece entre os dias 30 de agosto e 1º de setembro em São José dos Campos


Os fatores que influenciam o pouso seguro após falha de motor de helicópteros serão assunto na nona edição do Simpósio de Segurança de Voo do Instituto de Pesquisa e Ensaios em Voo (IPEV). O evento acontece entre os dias 30 de agosto e 1º de setembro, em São José dos Campos (SP). O estudo sobre falha de motor, fruto da pesquisa de mestrado do Major José Ricardo Scarpari, é um dos mais de vinte que serão apresentados no Simpósio, abordando aspectos importantes à manutenção de ambientes seguros na aviação.

Segundo explica o Major Scarpari, existe um conceito na pilotagem de helicópteros – a curva do homem morto, que se trata de uma relação entre velocidade e altura na qual, em caso de pane do motor, o voo em autorrotação garantia um pouso seguro. No estudo desenvolvido pelo militar no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), verificou-se que há outros fatores que influenciam no pouso em autorrotação, podendo levar a um acidente mesmo obedecendo às limitações da curva.

“Os resultados revelaram que em caso de falha do motor, o piloto tem menos tempo para reagir nos comandos de voo do que seria aceitável e divulgado pelas próprias normas. Concluímos, por exemplo, que um piloto voando em um helicóptero AS-350 Esquilo, utilizado para instrução na Força Aérea Brasileira, dependendo do perfil de voo, teria menos de um segundo para identificar a falha do motor e reagir adequadamente nos comandos de voo”, afirma o aviador.

Para coletar os dados e chegar a esses resultados, foram realizadas quatro campanhas de ensaio no IPEV com mais de 5 mil manobras de autorrotação – ou seja, simula-se uma pane de motor e o helicóptero utiliza a força produzida pelo deslocamento aerodinâmico para realizar um voo controlado até encontrar um local para pouso.

Para o militar, o Simpósio é importante porque reúne instituições acadêmicas, fabricantes, operadores de aeronaves, escolas de aviação e órgãos certificadores. “É a oportunidade de compartilharmos o conhecimento da comunidade de ensaios em voo em prol da segurança”, afirma o major.

Simpósio de Segurança de Voo 2016 – Nesta edição, o Simpósio recebeu mais de 40 artigos; desses, 20 foram selecionados para apresentação. Além disso, haverá um minicurso sobre aeronaves experimentais e aeronaves leves e desportivas. A expectativa é de que o evento reúna aproximadamente 200 pessoas. Os interessados em participar como ouvintes podem fazer sua inscrição no dia do evento. 




fonte: FAB
SHARE
Banner

Comentar: