Meu título conteúdo da página

.

.

Arquivo

Navigation

Ministério da Educação garante apoio à expansão do ITA


Afirmação do ministro Mendonça Filho foi feita em reunião com o comandante da Aeronáutica



O ministro da Educação, Mendonça Filho, afirmou que a pasta deve continuar a apoiar o projeto de expansão do ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica), localizado em São José dos Campos (SP).

A sinalização foi feita ontem, dia 26 de julho, em Brasília, numa reunião com o comandante da Aeronáutica, tenente-brigadeiro do ar Nivaldo Luiz Rossato.

"Faremos todo o esforço, por parte do Ministério da Educação para que essa cooperação possibilite a conclusão das obras de ampliação e de reestruturação do ITA dentro do cronograma pré-estabelecido", afirmou o ministro, destacando a importância da instituição para o ensino e a pesquisa do Brasil.

Mendonça Filho também lembrou que as novas liberações financeiras devem ocorrer de acordo com autorizações do Ministério do Planejamento.

Para a conclusão das obras da primeira fase, que contempla o prédio de ciências fundamentais, com área de 36 mil m², prevista para novembro deste ano, é necessária a liberação de recursos financeiros.

O projeto de expansão física do ITA totaliza 186 mil m² de área construída e outros 39 mil m² de área a ser reformada. As próximas etapas são a construção da biblioteca, do auditório e dos novos alojamentos para os alunos. A expansão permitirá que o ITA dobre o número de vagas oferecidas.

"É um projeto que vai muito além do Comando da Aeronáutica. É uma escola de excelência que traz muitas contribuições para a sociedade brasileira", enfatizou o comandante sobre a importância da expansão do ITA.

A partir dela, o ITA já fortaleceu as parcerias com universidades públicas em todas as regiões do país e consolidou a dupla titulação dos alunos que fazem intercâmbio na França.

Outro ponto importante do projeto de expansão é a contratação de 143 professores e de 880 técnicos. A lei para criação dos novos cargos foi aprovada em dezembro de 2012, mas os novos concursos ainda não foram autorizados.

De acordo com o ministro da Educação, o MEC deve ser um "parceiro importante" neste assunto "para que [a Aeronáutica] tenha as condições de recursos humanos e de orçamento para que atenda as necessidades e a sua missão constitucional e legal."

O major-brigadeiro Fernando apresentou o atual estágio das obras da primeira fase de expansão do ITA, as próximas etapas e números do instituto que demonstram qualidade do ensino e de investimentos em programas mantidos pelo MEC.

"O Ciência Sem Fronteiras foi muito bem aproveitado. O ITA foi o instituto que mais enviou alunos para universidades de ponta", afirmou o oficial-general.

Criado em 1950, o ITA oferece seis cursos de engenharia: aeroespacial, aeronáutica, civil-aeronáutica, computação, eletrônica e mecânica-aeronáutica. No último vestibular, registrou recorde de inscritos com um aumento de 59% de candidatos em relação a 2015.




fonte: aviação paulista



SHARE
Banner

Comentar: