Meu título conteúdo da página

.

.

Arquivo

Navigation

LATAM Airlines Brasil anuncia certificação para operar com CAT III em toda sua frota


Após o sucesso do sistema nos aviões cargueiros da companhia, certificados desde 2005, e as aeronaves Boeing 777, desde 2014, agora todas as aeronaves da frota estão aptas a usar o moderno equipamento de aproximação por instrumentos

Outra novidade anunciada é a implementação de tablets nas aeronaves, em substituição aos manuais de bordo, conferindo redução de processamento de informação, peso e menos emissão de CO 2




A LATAM Airlines Brasil anuncia a utilização de novas tecnologias para promover maior eficiência em suas operações e melhoria na experiência de viagem de seus consumidores. Uma delas é a certificação que prepara toda a frota da empresa para operar em CAT III, sistema de aproximação por instrumento que permite todas as aeronaves da frota a pousarem em aeroportos habilitados com o instrumento durante as mais baixas condições de visibilidade. 

Outra inovação é relacionada ao uso de tablets por pilotos com aplicativos e softwares especialmente desenhados para substituir os tradicionais manuais de bordo impressos para cada aeronave em operação.


Certificação CAT III 

Desde 2005, os aviões cargueiros dos modelos Boeing 767 da LATAM Cargo Brasil (na época ABSA), são certificados a operar em CAT III. A autorização foi estendida às aeronaves Boeing 777 da frota comercial internacional da companhia em 2014 e, agora a LATAM Airlines Brasil anuncia a homologação para todas as aeronaves da família Airbus, que inclui os modelos A319, A320 e A321, e as aeronaves Boeing 767 de seus voos comerciais. 

Com a isso, toda a frota da companhia já está preparada para operar com tal funcionalidade. Por serem aeronaves novas na companhia, os aviões A350 XWB, seguem em processo de certificação para o uso do instrumento. 

O sistema poderá ser usado durante o pouso nos aeroportos habilitados para a operação em CATIII, que atualmente são: São Paulo/Guarulhos, Paris/Charles de Gaulle (França), Buenos Aires/Ezeiza (Argentina), Frankfurt (Alemanha), Nova York/JFK e Orlando (EUA), Londres/Heathrow (Inglaterra), Lima (Peru), Madri (Espanha) e Santiago (Chile).

“Com esta certificação estendida para toda nossa frota estimamos uma diminuição de contingências operacionais de natureza meteorológica, como voos alternados para outros aeroportos ou até aviões retidos na origem”, afirma o Diretor Sênior de Operações e Treinamento da LATAM Airlines, Harley C. Menezes. 


Tablets a bordo para pilotos


No ano passado, a LATAM Airlines Brasil iniciou um projeto piloto para a implementação de tablets em substituição aos manuais de bordo impressos de suas aeronaves. Com a efetividade da tecnologia, em maio deste ano os equipamentos foram implementados nas aeronaves Boeing 767 e, neste mês, foi iniciada a introdução do computador portátil também nos aviões da família Airbus A320 (A319, A320 e A321). Ao total, serão cerca de 500 tablets em mais de 300 aviões habilitados com a tecnologia. 

Os tablets disponibilizados nas aeronaves para o uso dos pilotos possuem aplicativos e softwares especialmente desenhados para substituir o material impresso de referência: cartas de navegação em formato digital (para determinar a rota e a altura [altitude] a seguir), manuais, certificados de voo e aplicativos para cálculo de desempenho operacional.

“Dentro dos principais benefícios, a tecnologia diminui o papel a bordo, melhora a experiência de voo dos pilotos, já que lhes permite ter melhor consciência situacional em voo e mais eficiência em sua rotina de trabalho. Além disso, reduz o tempo de atualização de duas semanas a dois dias e libera espaço na cabine de voo” aponta Menezes. 

Com o novo sistema, a LATAM Airlines Brasil ainda reduzirá o tempo de processamento de informação, assim como o peso dos seus aviões, diminuindo as emissões de CO2 em aproximadamente 3.000 toneladas anuais.




fonte: LATAM Airlines Brasil
SHARE
Banner

Comentar: