Meu título conteúdo da página

.

.

Arquivo

Navigation

Cai tempo médio de espera em filas de inspeção



ANAC continua monitorando atuação dos operadores aeroportuários


No segundo dia de vigência dos novos procedimentos de inspeção de passageiros para voos domésticos a serem implementados pelos operadores aeroportuários, a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) registrou redução no tempo médio de espera nos horários de picos específicos em relação à última segunda-feira (18/07).

Fiscais da Agência acompanharam a movimentação durante todo o dia. Em São Paulo, os fiscais reuniram-se com representantes das companhias aéreas e do operador aeroportuário para discutir medidas para garantir aumento da fluidez no processo de inspeção.

A ANAC recomenda que os passageiros cheguem aos aeroportos com duas horas de antecedência e que, na fila de inspeção, retirem, com antecedência, cintos e demais objetos metálicos antes de passar pelo pórtico (raios X). O computador portátil (notebook) deve ser colocado em uma bandeja separada. Tabletes, celulares e outros dispositivos móveis não precisam ser retirados da bagagem. Pelo regulamento, qualquer passageiro poderá passar por revista física aleatória e ter sua bagagem de mão vistoriada.

A adoção desses procedimentos tem como único objetivo zelar pela segurança de todos os passageiros e seus familiares no transporte aéreo brasileiro. A ANAC continuará monitorando as operações nesta quarta-feira (20/07).

Balanço dos impactos em filas de inspeção na manhã desta terça (19/07):

Guarulhos: tempo médio de fila estimado em 10 minutos durante o pico de inspeção (entre 6h30 e 7h00)

Congonhas: tempo médio de fila estimado em 28 minutos durante o pico de inspeção (entre 6h00 e 8h00) 

Santos Dumont: tempo médio de fila estimado em 15 minutos durante o pico de inspeção (entre 6h00 e 7h00)

Galeão: tempo de fila estimado em 6 minutos durante o pico de inspeção (entre 6h00 e 7h00)


Não foram registrados impactos significativos no tempo de espera dos demais aeroportos.



Clique aqui para acessar as principais perguntas e respostas sobre o assunto.




fonte: Anac
SHARE
Banner

Comentar: