Meu título conteúdo da página

.

.

Arquivo

Navigation

Alcoa fornecerá peças metálicas impressas em 3D para aeronave da Airbus


A Alcoa (NYSE:AA), líder na produção de metais leves, firmou um acordo com a Airbus para o fornecimento de componentes de titânio impressos em 3D para a fuselagem e suporte de sustentação dos motores de aeronaves comerciais da Airbus. A Alcoa espera entregar as primeiras peças de fabricação aditiva para a Airbus em meados de 2016. 

“Estamos orgulhosos da parceria com a Airbus, ajudando a pavimentar o caminho para o futuro do desenvolvimento e da fabricação da indústria aeroespacial”, declarou o presidente do Conselho e executivo-chefe da Alcoa, Klaus Kleinfeld. “A combinação única de nossa experiência no desenvolvimento de ligas multimateriais, capacidade de produção de pós-metálicos, poder de fabricação aeroespacial e conhecimento em qualificação de produtos nos coloca na posição de liderança desse emocionante e emergente setor.”

A Airbus escolheu trabalhar com a Alcoa por causa de suas capacidades abrangentes, que vão desde a liderança na ciência dos materiais até a manufatura aditiva e a qualificação de peças para aeronaves. O acordo se vale de décadas de experiência da Alcoa no segmento aeroespacial e de novas tecnologias advindas da recente aquisição da RTI e da ampliação orgânica das instalações em Whitehall, no Michigan. A Alcoa também investiu recentemente nas capacidades de impressão em 3D e fabricação de pós-metálicos de seu centro técnico próximo de Pittsburgh, na Pensilvânia.

No ano passado, a Alcoa adquiriu a RTI International Metals (RTI) — conhecida agora como Alcoa Titanium & Engineered Products (ATEP) — o que aumentou a capacidade de fabricação aditiva da Alcoa, com a inclusão de impressos em 3D de titânio e peças de metais especiais produzidos nas instalações da ATEP em Austin, no Texas. O acordo com a Airbus vai se valer dessas capacidades, bem como das tecnologias da ATEP de fusão e tarugação de lingotes de titânio, usinagem, acabamento e inspeção.

A Alcoa vai empregar as capacidades avançadas de tomografia computadorizada e Prensagem Isostática a Quente (HIP) de suas modernas instalações em Whitehall, no Michigan. A HIP é uma tecnologia que fortalece as estruturas metálicas de peças, produzidas através da fabricação tradicional ou aditiva, feitas de superligas à base de titânio e níquel. Graças a um investimento de 22 milhões de dólares em tecnologia em Whitehall, a Alcoa hoje é proprietária e opera um dos maiores complexo de tecnologia HIP aeroespacial do mundo.

Além disso, a Alcoa está aumentando sua capacidade de fabricação aditiva através de uma ampliação de 60 milhões de dólares em materiais e processos de impressão 3D avançados, incluindo pós-metálicos. A ampliação está localizada no Centro Técnico Alcoa, próximo de Pittsburgh, na Pensilvânia, o maior centro de pesquisa de metais leves do mundo.





fonte: grupo cdi



SHARE
Banner

Comentar: