Meu título conteúdo da página

.

.

Arquivo

Navigation

Para evitar cortes, Azul sugere licença não remunerada


A Azul enviou (15) comunicado ao quadro de tripulantes informando que pretende devolver mais de 20 aeronaves neste semestre, por conta da crise que afeta o País.

Tal medida significa não só o que a companhia chama de “ajuste de capacidade”, como também corte de custo. Para atravessar a má fase do mercado brasileiro, a empresa sugere que os tripulantes que desejam realizar projetos pessoais e/ou profissionais tirem uma licença não remunerada de seis a 24 meses.

Segundo o presidente da Azul, Antonoaldo Neves, a decisão de não iniciar um processo de demissões vem da política de administração implementada por Neeleman, baseada na valorização de pessoas e no treinamento constante.

Vale lembrar que, em janeiro, em entrevista ao Portal PANROTAS, Neves revelou que a empresa estava enviando também 19 aeronaves à Tap, entre Embraer 190, ATR e A330. Com a medida, a oferta seria reduzida em 7% no doméstico e o internacional seria repensado. O projeto é ter apenas um voo diário para Orlando, Fort Lauderdale e Lisboa, recentemente anunciado. Ainda não se tem a informação do destino das outras 20 aeronaves citadas no comunicado. Procurada, a Azul não quis comentar o caso.




fonte: panrotas
SHARE
Banner

Comentar: