Meu título conteúdo da página

.

.

Arquivo

Navigation

Infraero no dia nacional de mobilização contra o Aedes aegypti


A Infraero participou (13/2) do dia nacional de mobilização contra o mosquito Aedes aegypti - transmissor dos vírus da dengue, chikungunya e zika. A campanha é promovida pelo Governo Federal. O presidente da Infraero, Gustavo do Vale, foi a Macapá (AP) onde, ao lado de autoridades locais, percorreu o centro da cidade. Como parte desta mobilização, Vale alertou sobre a necessidade de evitar a proliferação do mosquito.

"A Infraero está presente no país inteiro e tem trabalhado diretamente junto às comunidades no entorno dos aeroportos, que na maioria das vezes são carentes. Além disso, temos uma grande oportunidade de levar a mensagem de combate ao Aedes para os 120 milhões de passageiros que passam por nossos aeroportos anualmente", destacou Gustavo do Vale.

Participaram da mobilização o governador do Amapá, Waldez Góes, o comandante do 34º Batalhão de Infantaria e Selva (BIS), tenente-coronel Robson Monteiro Mattos, a secretária de Estado da Saúde, Renilda Costa, o prefeito de Macapá, Clécio Luís, o prefeito do município de Santana, Robson Rocha, e o superintendente do Aeroporto Internacional de Macapá, Ezequiel Gomes dos Santos.

Após a vistoria no centro da cidade, o grupo seguiu para o município de Santana, onde também foi feito o alerta à comunidade. À tarde foi realizada uma vistoria na área do Aeroporto de Macapá.

O mutirão deste sábado foi uma ação do Governo Federal e teve como objetivo promover o combate ao Aedes aegypti, contando com a participação de mais de 200 mil militares em todo o país, além da presença de ministros em capitais e cidades consideradas endêmicas, conforme indicação do Ministério da Saúde.

No último dia 29/1, todos os 60 aeroportos da Rede Infraero participaram do “Dia D”, também proposto pelo Governo Federal, para o combate ao Aedes. O evento reuniu empregados orgânicos, terceirizados e concessionários, todos receberam orientações e participaram de ações educativas sobre a necessidade de uma mudança de atitude para que se tenha controle na proliferação do mosquito. No Aeroporto de Macapá houve panfletagem e levantamento dos locais propícios para a proliferação das larvas.


Assessoria de Imprensa - Infraero


SHARE
Banner

Comentar: