Meu título conteúdo da página

.

.

Arquivo

Navigation

Embraer projeta demanda de 1.570 jatos na Ásia-Pacífico


A Embraer divulgou previsão de que, nos próximos 20 anos, as companhias aéreas encomendarão cerca de 1.570 novos jatos de 70 a 130 assentos para voar na região da Ásia-Pacífico. A estimativa, exposta no Singapore Airshow, representa um quarto de toda a encomenda global desse segmento de aeronaves projetada pela companhia, mostrando uma grande aposta na região que inclui a China.

Esses jatos deverão representar investimentos de US$ 75 bilhões das companhias aéreas na Ásia-Pacífico, também um quarto do total global, estimado em US$ 300 bilhões. 

A Embraer aposta no crescimento da região asiática, afirmando acreditar que esse mercado se tornará “mais rico, competitivo e aberto” nas próximas décadas, deslocando a maior parte dos investimentos dos países já consolidados economicamente. “Estamos mostrando às companhias aéreas o benefício de afastar-se de um mercado lotado e buscar oportunidades em outros mais, ou sem serviço algum, onde os rendimentos são também mais fortes, passando de um a dois dígitos”, disse o presidente e CEO da Embraer, Paulo Cesar Silva. 

CRESCIMENTO DA REGIÃO

Alguns fatores que corroboram esse otimismo são o crescimento anual do PIB da região, estimado em 4,1% para os próximos 20 anos, além de maior urbanização e mudanças no perfil demográfico, que deverão aumentar os rendimentos familiares e gerar aumento dos gastos discricionários, incluindo viagens aéreas.

A Embraer lembra também que, na região Àsia-Pacífico, mais de 250 mercados são servidos com menos de uma frequência diária, o que apresenta margem para grande crescimento. Além disso, mais de 250 jatos presentes nas rotas já possuem mais de dez anos, e deverão ser substituídos num futuro próximo.




fonte: panrotas
SHARE
Banner

Comentar: