Meu título conteúdo da página

.

.

Arquivo

Navigation

Aeroporto de Tefé conscientiza estudantes sobre perigo aviário


A Estação Prestadora de Serviços e Telecomunicações e de Tráfego Aéreo de Tefé (EPTA/TF) deu início a mais uma fase do projeto “SO Simples” com a visita de um grupo de estudantes do 6º ao 9º ano do Centro De Desenvolvimento da Criança Arco Íris (Cedescri). O projeto tem como finalidade difundir a cultura da Segurança Operacional e sensibilizar a comunidade aeroportuária e a população em geral sobre a importância do controle e da prevenção dos ricos do perigo aviário.

Os alunos receberam informações sobre o tema Perigo Aviário X Segurança de Voo, além de conhecer um pouco mais sobre os serviços prestados pela EPTA, como o atendimento dispensado aos pilotos pela Rádio Tefé, durante a prestação do Afis – Serviço de Informação de Voo de Aeródromo. Os estudantes visitaram as dependências da EPTA e também a Seção Contra Incêndio (SCI) do Aeroporto de Tefé, onde aprenderam sobre o trabalho realizado pelos bombeiros.

Para a gerente da EPTA, Aline Dalgisa, a ação é uma excelente oportunidade para ensinar as crianças sobre o descarte correto do lixo “É muito importante que as crianças aprendam que podem colaborar com a segurança operacional, incentivando a prática correta do descarte do lixo e impedindo o avanço do perigo aviário no município”, disse. 

O que é uma EPTA?

A Infraero, entre suas atribuições, também presta serviços de apoio ao controle do tráfego aéreo nacional e de informações relativas ao mesmo, oferecidos por meio de Estações Prestadoras de Serviços de Telecomunicações e de Tráfego Aéreo (EPTA). A portaria Nº 24/MD/SAC, de 24/1/2012, que dispõe sobre a provisão e a remuneração dos serviços de navegação aérea, estabelece as diretivas dos serviços prestados pelas EPTAs, sendo que todas as atividades de apoio ao tráfego aéreo prestadas por entidades públicas ou privadas que não o Comando da Aeronáutica (Comaer), incluindo a Infraero, devem ser feitas por meio dessas estações.

No âmbito da estatal, a operação de EPTAs se dá tanto em aeroportos administrados pela própria empresa, como é o caso do Aeroporto de Tefé, quanto em terminais administrados por outros (como municípios, estados ou a iniciativa privada).

As EPTAs podem prestar serviços de tráfego aéreo, de telecomunicações aeronáuticas, de meteorologia aeronáutica e de informações aeronáuticas, além de disponibilizar uma rede de auxílios à navegação aérea. Além disso, os órgãos dispõem ainda da estrutura necessária para acionar os recursos de busca e salvamento no caso de uma emergência aeronáutica.

Entre as informações repassadas pelas EPTAs, estão dados da situação do tráfego aéreo no campo de atuação da estação, informações sobre as condições meteorológicas nos aeroportos de partida e destino das aeronaves, alteração das condições operacionais de um aeroporto devido ao tempo e também dados sobre a situação climática ao longo da rota.


Assessoria de Imprensa - Infraero

SHARE
Banner

Comentar: