Meu título conteúdo da página

.

.

Arquivo

Navigation

Dreamliners da Qantas marcam início de nova era para a companhia


A Qantas entrará numa nova era de oportunidades globais, eficiência de combustível e conforto dos passageiros quando o Boeing 787-9 Dreamliner unir-se à frota da Qantas International a partir de 2017.

A companhia vai adquirir oito B787-9 para substituir gradualmente cinco dos seus Boeing 747 mais antigos nas rotas internacionais e abrir um leque de novos itinerários potenciais. Quatro B787-9 chegarão dentro do ano fiscal de 2018 e outros quatro chegarão no exercício de 2019. A Qantas permanecerá com seus seis B747 mais novos e reformados.

Ao anunciar a decisão, após um processo de avaliação rigoroso, a empresa confirmou ter alcançado as condições para o reinvestimento em um novo tipo de frota de longa distância:

- Retorno à forte rentabilidade para a Qantas International no exercício de 2015. Este segmento do grupo reportou lucro antes dos juros e impostos no valor de AU$ 267 milhões

- um turnaround de AU$ 764 milhões em comparação ao ano fiscal de 2014- e retorno sobre o capital investido acima do custo de capital.

- Redução de AU$ 1,1 bilhão da dívida líquida desde o ano fiscal de 2013.

- Negócio mais competitivo, que inclui um novo acordo com os pilotos de longa distância da Qantas. Esse acordo aumenta a produtividade em 30%.

A Qantas manterá mais 15 opções e 30 direitos de compra para B787s adicionais, com flexibilidade significativa sobre o tempo de entrega. 

A companhia trabalhará com sua equipe de especialistas internos e designers externos para desenvolver um interior inovador para as cabines do novo Dreamliner. Isso dará características únicas à aeronave, como melhoria da pressão na cabine, janelas maiores e tecnologia para reduzir a turbulência.

Alan Joyce, CEO da companhia, declarou que as vantagens do Dreamliner para o time da Qantas e para os clientes são muito animadoras. “Essa aquisição marca a nossa guinada e antecipa uma nova era para a nossa companhia", disse Joyce. "Estamos no meio da maior e mais rápida transformação de toda nossa história. A Qantas está crescendo rapidamente mais saudável, mais forte e inteligente. A novas aeronaves são um emblema muito adequado para essa evolução- mostram que estamos revitalizados e prontos para longas distâncias. Nós analisamos de perto todos os aspectos do Dreamliner e vimos que é a aeronave certa para o futuro da Qantas” adiciona.

"A principal razão de termos escolhido essa aeronave é sua incrível eficiência. Sua nova tecnologia irá reduzir o consumo de combustível, diminuir os requisitos de manutenção pesada e abrir novos destinos ao redor do mundo. Por ser menor que os jumbos que gradualmente substituirá, o 787 nos dá a flexibilidade de ter mais aeronaves sem alterar significativamente a nossa capacidade global. Todas as aeronaves Qantas são um símbolo da Austrália e elas representam a excelência e ambição australianas em uma escala global", finaliza. 

A aquisição dos B787s pela Qantas International está contida no guia de despesas de capital da Qantas. 






fonte VIANEWS Comunicação Integrada
SHARE
Banner

Comentar: