Meu título conteúdo da página

.

.

Arquivo

Navigation

Delta terá fatia de 3,6% da China Eastern


A Delta Air Lines vai investir US$ 450 milhões em uma participação de 3,6% na China Eastern Airlines , ampliando uma parceria que possibilitará às duas companhias competir melhor em rotas através do oceano Pacífico.

A China Eastern, segunda maior companhia área chinesa em valor de mercado, venderá cerca de 466 milhões de ações a 7,49 dólares de Hong Kong cada (US$ 0,97), segundo um comunicado enviado à Bolsa de Valores de Hong Kong.

O preço de venda representa um ágio de 8,6% sobre o preço de fechamento da ação em Hong Kong em 22 de julho, antes de os negócios serem suspensos por causa do anúncio do negócio feito ontem.

A transação dá à Deita, sediada em Atlanta, uma oportunidade de ampliar e reforçar suas parcerias internacionais, uma vez que o excesso de assentos disponíveis no setor está afetando a capacidade das companhias aéreas de aumentar os preços das passagens nos voos nos Estados Unidos. A Deita há muito tem vontade de crescer na China, onde ela está atrás da United Continentai Holdings, outra companhia americana.

A Deita também está de olho num mercado que deverá superar os EUA em duas décadas, tornando-se o maior do mundo, segundo a International Air Transport Association. Os turistas chineses em viagem para fora do país deverão dobrar de número, para 200 milhões ao ano, até 2020, na medida em que a renda aumenta e o relaxamento das exigências de visto por outros países compete pelos gastos dos turistas, afirmou a CLSA Asia-Pacific Markets em 2014.

Este ano a Deita estreitou laços com a China Eastern, também membro da aliança Skyteam, com planos de transferir operações para o Aeroporto Pudong International de Xangai e dividir um terminal com a companhia chinesa.

Terceira maior aérea do mundo, a Deita tem participações minoritárias na Virgin Atlantic e no Grupo Aeromexico SAB, e este mês concordou em aumentar sua participação na brasileira Gol Linhas Aéreas Inteligentes.

O negócio anunciado ontem ocorre depois que acionistas minoritários vetaram uma proposta de venda de uma participação de 24% na China Eastern para a Singapore Airlines e a Temasek Holdings em 2008. A companhia chinesa defendeu-se de uma proposta da controladora da Air China, sua concorrente de Pequim.

A China Eastern, juntamente com sua unidade Shanghai Airlines, opera acordos de compartilhamento de voos (codeshare) com a Deita em 30 rotas domésticas nos EUA, 43 na China e sete rotas transpacificas, segundo comunicado divulgado ontem. A Deita atende as três maiores cidades da China com seis voos diários sem escalas que partem dos EUA.

As ações da china Eastern acumularam este ano uma valorização de 131% em Xangai e de 86% em Hong Kong, antes da suspensão dos negócios em 23 de julho. Os negócios serão retomados hoje, segundo o comunicado.



fonte: Valor Econômico / Por Michael Sasso e Clement Tan | Bloomberg


AULAS DE INGLÊS ONLINE E A DISTÂNCIA


SHARE
Banner

Comentar: