Meu título conteúdo da página

.

.

Arquivo

Navigation

Qantas retorna a São Francisco e expande negócios com a American Airlines


Qantas e American Airlines anunciaram hoje expansão significativa do seu relacionamento de longa data; a operadora dos EUA voará de Los Angeles a Sydney pela primeira vez e a Qantas fará a volta para São Francisco.

Sujeito à aprovação dos órgãos reguladores, essa expansão representa uma evolução natural da aliança existente entre a Qantas e a American Airlines, fornecendo às companhias aéreas uma plataforma para crescimento, laços comerciais mais estreitos e uma experiência sem emendas nas rotas entre a América do Norte e Austrália/Nova Zelândia.

Como parte das mudanças, a joint venture de quatro anos entre as companhias mudará para um acordo de compartilhamento de receita.

A Qantas retornará para a rota Sydney-São Francisco - atualmente o destino mais popular para clientes corporativos - a partir de 20 de Dezembro de 2015. Inicialmente operará nos dias de pico e aumentará para seis vezes por semana em janeiro 2016, utilizando seu mais novo Boeing 747-400 com o mesmo estilo de interior encontrado nos aviões A380 da companhia aérea.

Os voos da Qantas para São Francisco serão possíveis com a American Airlines iniciando serviço diário direto de Sydney para Los Angeles a partir de 19 de Dezembro de 2015. Isso irá substituir quatro voos B747 da Qantas de Sydney para Los Angeles por semana e um voo B747 da Qantas de Melbourne para Los Angeles por semana.

Os voos Trans-Pacífico da American Airlines serão operados pela nova aeronave B777-300ER com assentos totalmente reclináveis na primeira classe e classe executiva. A Qantas vai manter seus serviços diários de Sydney para Los Angeles e Melbourne para Los Angeles em aeronaves A380, bem como o voo B747 Brisbane-Los Angeles, e as companhias aéreas operarão em codeshare sobre seus serviços.

O reforço da relação também oferece oportunidades de crescimento futuro em mercados Trans-Pacífico não atendidos atualmente por nenhuma das companhias, tal como a Nova Zelândia.

Alan Joyce, CEO do grupo Qantas, disse que a expansão do relacionamento é uma boa notícia para os passageiros, indústria de turismo local e mercado corporativo.

"A American Airlines é um dos nossos parceiros de aliança mais importantes, e este acordo fortalece os laços de longa data entre nós e fornece uma plataforma para crescimento futuro através do Pacífico. Na sua essência, a parceria visa entregar uma rede aprimorada e serviços melhorados para os clientes de ambas as companhias no futuro", disse Joyce.

"Junto com a American, podemos oferecer voos diretos e freqüências incomparáveis ​​entre Austrália e Havaí, Los Angeles, São Francisco, Dallas Fort Worth, serviços sazonais para Vancouver e serviços de uma parada para JFK (Aeroporto Internacional JFK) via LAX (Aeroporto Internacional de Los Angeles). Nós também oferecemos horários coordenados que permitem viagens sem emenda dentro dos Estados Unidos e Austrália.

"São Francisco é agora o destino mais popular para os clientes Qantas que viajam aos EUA, e estamos muito contentes em retornar. Sabemos que existe uma forte demanda por voos diretos, em particular dos nossos clientes corporativos, que pouparão cerca de quatro horas em cada sentido por não ter que realizar conexão através do LAX.

"Nós esperamos continuar a ver um forte crescimento no número de visitantes norte-americanos que vêm para a Austrália, por causa do fortalecimento da economia dos EUA, mas também por causa do investimento que a AA fará na promoção da sua nova rota. A maior companhia aérea do mundo falará muito mais sobre a Austrália em seu mercado doméstico, e isso é uma grande notícia para o turismo", acrescentou o Sr. Joyce.

Doug Parker, Presidente e CEO da American Airlines, disse que a Qantas tem sido uma parceira fantástica através do oneworld e da relação de negócios conjunta.

"O fortalecimento dos laços nos forneceu uma base sólida para introduzir voos operados pela American na região da Austrália", disse Parker.

"Nossos clientes nos pediram para expandir para mercados de negócios importantes em todo o Pacífico, e voar com o nosso Boeing 777-300ER para Sydney irá fornecer uma excelente experiência de viagem a partir de nosso principal gateway no LAX."

As companhias aéreas solicitarão em breve a aprovação regulamentar para estes novos arranjos.

Com o acordo expandido Qantas-American Airlines, os clientes serão capazes de (sujeito a aprovação regulamentar):

- Acessar 45 serviços por semana (combinado) através do Pacífico para a América do Norte; isso inclui um aumento nos serviços a partir de Sydney para Los Angeles de 14 para 17 por semana.

- Acessar mais de 150 destinos em toda a América do Norte na extensa rede da American Airlines a partir de Dallas / Fort Worth, Los Angeles e São Francisco, incluindo mais de 50 destinos a partir de Los Angeles.

- A partir de Sydney, acessar mais de 60 destinos do Grupo Qantas em toda a Austrália e Nova Zelândia. A reforçada parceria de negócios conjuntos também oferece oportunidades de crescimento futuro em mercados Trans-Pacífico não atendidos atualmente por nenhuma das duas companhias, tal como a Nova Zelândia.

- Voar com o Boeing B777-300ER, novo carro-chefe da American Airlines, na rota Sydney-Los Angeles, com configuração de três classes de cabine com assentos totalmente reclináveis ​​na Primeira Classe e Classe Executiva, Wi-Fi internacional, e maior capacidade de passageiros e carga do que qualquer outra aeronave atualmente na frota da American. A Qantas vai operar em codeshare nestes serviços.

- Voar no reconfigurado Qantas B747-400 seis vezes por semana na rota Sydney-São Francisco; com o mesmo produto encontrado no A380 da companhia aérea, incluindo poltronas Marc Newson Skybed na classe executiva, premiada cabine na classe econômica e grandes telas em cada cabine com mais de 1.500 opções de entretenimento. A American Airlines vai operar em codeshare nestes serviços.

- Beneficiar-se do aumento líquido de 9% da capacidade das rotas Austrália- EUA e dos 6% de aumento líquido no mercado Sydney- Los Angeles. 







fonte: VIANEWS Comunicação Integrada
SHARE
Banner

Comentar: