Meu título conteúdo da página

.

.

Arquivo

Navigation

Rio Grande do Norte receberá seu primeiro condomínio aeronáutico

Com oferta de comodidade e baixos custos operacionais, os condomínios aeronáuticos estão se multiplicando no Brasil. O conceito, importado dos Estados Unidos da América, está ganhando força entre os proprietários de aeronaves e chega agora ao Rio Grande do Norte. O negócio é uma aposta do Grupo Costa Esmeralda, que prevê um investimento na ordem de R$ 25 milhões.

O condomínio aeronáutico Costa Esmeralda Lagoa do Bonfim será erguido no município de São José de Mipibu, distante 25 km do centro de Natal. Trata-se de um novo conceito de condomínio que faz sucesso no Sul e Sudeste do país, que será construído em área de planície às margens da Lagoa do Bonfim onde atualmente já funciona um aeródromo com hangar para aeronaves.

De acordo com Alexandre Maurício da Silva, diretor de implantação dos projetos do Grupo Costa Esmeralda no Brasil, serão ocupados mais de 38 hectares, divididos em 256 unidades para hangares e 10 mil metros quadrados de área de lazer. Também haverá uma pista de pouso asftitleada, com 1.225 metros de extensão, balizamento noturno e abastecimento.

“Esse será o primeiro condomínio aeronáutico do Brasil agregando infraestrutura de lazer para toda família. Esse projeto está se mostrando um grande negócio”, afirmou Alexandre a O JORNAL DE HOJE.

O empreendimento incluirá a implantação de uma escola de pilotagem de aviões, helicópteros e ultraleves, com serviço de táxi aéreo, oficinas homologadas, centro de convivência, locação de veículos, heliponto, sala vip e hangares para locação. A área de lazer será composta de piscinas, academia, salão de festas, restaurante e centro de conveniência, além de playground e quadras (de tênis e poliesportiva), tudo com vigilância armada 24 horas.

Alexandre Maurício comentou que o Grupo Costa Esmeralda é responsável pelo condomínio aeronáutico de Porto Belo/Santa Catarina, que já está pronto para uso, e lançará em breve outros empreendimentos do gênero: “Jurerê Internacional” e “Itapoá”, ambos também em SC, e “Armação de Búzios” e “Angra dos Reis”, no Rio de Janeiro.

“Esses empreendimentos geram empregos diretos e indiretos em todo o seu entorno, além de atrair para a valorização imobiliária. O nosso condomínio em Santa Catarina teve uma valorização de 1000% em cinco anos”, afirmou.

O condomínio aeronáutico Costa Esmeralda Lagoa do Bonfim deverá estar pronto no RN dentro do prazo de 24 meses. O grande diferencial para as pessoas que vierem a adquirir um lote no condomínio será utilizar qualquer unidade da estrutura de condomínios aeronáuticos do Grupo, para pouso e decolagem, sem taxa adicional.

Os donos dos lotes terão que pagar uma taxa de contribuição para permanência da aeronave no pátio ou nos hangares. O valor mínimo da taxa não foi informado à reportagem do JH, mas o preço está condicionado ao tipo de aeronave. O valor dos lotes também não foi mencionado.

Ainda segundo Alexandre Maurício, qualquer pessoa (proprietário de lote ou não) poderá pousar no condomínio, desde que solicite previamente ao Grupo Costa Esmeralda. Para casos de urgência e emergência, não necessitará autorização. As atividades de pouso e decolagem nesses condomínios aeronáuticos têm autorização da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil).

Grupo Costa Esmeralda

O conceito de condomínio aeronáutico surgiu dos Estados Unidos, sendo idealizado no Brasil por Flávius Neves, fundador do projeto Costa Esmeralda, ex-contador, empresário visionário e piloto com mais de seis mil horas de vôo. O Grupo já está em atuação há mais de cinco anos e optou pelo Rio Grande do Norte para iniciar um de seus negócios por causa das belezas naturais e atrativo turístico do Estado.

“Natal foi a primeira menina dos meus olhos, há 30 anos, quando vinha passar férias aqui com minha família”, revelou o empresário. Ele afirma que o empreendimento é único na região Nordeste, repleta de potenciais clientes, empresários e amantes da aviação.

“Sabemos desse potencial. E aqui não teremos concorrente porque o empreendimento é único, futurista. É o futuro”, revelou Flávius, lembrando que hoje qualquer pessoa pode adquirir uma aeronave a partir de 130 mil reais, “o valor de um carro”, podendo equipá-las de acordo com a sua realidade.



fonte: Jornal de Hoje - RN
SHARE
Banner

Comentar: