Meu título conteúdo da página

.

.

Arquivo

Navigation

Excelência operacional de aeroportos concessionados garante atendimento da demanda


Exemplo em operação, Aeroporto de Brasília, administrado pela Inframerica, fechou o primeiro mês do ano com aumento de 11% no fluxo de passageiros nacionais. Rendimento ultrapassa média prevista pela ANEAA e salienta importância da combinação investimentos e gestão

A modernização e a adoção de processos de melhoria para atender à crescente demanda no fluxo de passageiros são essenciais para que os complexos aeroportuários mantenham uma taxa de crescimento compatível com sua movimentação. Para medir o nível de excelência operacional, a Associação Nacional das Empresas Administradoras de Aeroportos (ANEAA) trabalha com indicadores de qualidade e serviços previstos nos contratos de concessão.

“Estamos seguros dos resultados e de que os futuros investimentos elevarão o patamar de modernidade dos novos terminais”, pontua o presidente da ANEAA, Jorge Jardim, que acrescenta: “Realizamos essa tarefa com o envolvimento e comprometimento das autoridades aeroportuárias e agora debatemos a necessidade da definição de indicadores de qualidade para os demais entes que operam na cadeia aeroportuária e na manutenção do modelo regulatório que foi estabelecido”.

Jardim participará da abertura do seminário Airport Infra Expo - Gestão de Aeroportos, no dia 24 de março, em Brasília, na qual abordará como organizações do setor estão se organizando para atingir a excelência operacional com planos consistentes e confiáveis. No dia seguinte, será a vez do presidente da Inframerica, Alysson Paolinelli, apontar quais fatores devem ser considerados no desenvolvimento de aeroportos internacionais e de conexão.

Brasília -- Administrado pela Inframerica, o Aeroporto de Brasília é um exemplo, e será neste ano o anfitrião da Airport Infra Expo & Aviation Expo. Os mais de 18 milhões de passageiros (10% a mais que o montante de 2013) fizeram do aeroporto o segundo maior do país e o terceiro em movimentação internacional, consolidando-o como um dos maiores hubs domésticos do Brasil em 2014. De acordo com o presidente da Inframerica, Alysson Paolinelli, “cerca de 180 mil aeronaves pousaram e decolaram, o que representa uma média de 500 movimentos aéreos por dia. É o aeroporto com maior capacidade de pista do país”, aponta Paolinelli, que também destaca que a “intenção é ser reconhecido como o melhor aeroporto em serviço, atendimento ao cliente e infraestrutura de referência, trazendo novas oportunidades, destinos e rotas para os usuários em 2015”.

“O fato do complexo de Brasília ser concessionado permitiu que os investimentos realizados aumentassem a capacidade do sistema de pista de 44 movimentos/hora para 52 movimentos/hora. O terminal tornou-se o aeroporto com maior capacidade de pista do Brasil, podendo realizar um voo a cada um minuto e nove segundos, aproximadamente”, avalia o presidente da Associação Nacional das Empresas Administradoras de Aeroportos (ANEAA), Jorge Jardim. Com mais 25 anos de concessão pela frente, a Inframerica pretende realizar mais obras de adequação e fortalecer vôos internacionais.

Crescimento - O Terminal de Brasília começou 2015 atingindo novos recordes. Segundo a Inframerica, 1,76 milhão de pessoas utilizaram o terminal brasiliense para embarcar, desembarcar ou se conectar com outras cidades em janeiro. O número é 11% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado. Já a movimentação internacional fechou o período com 35% de incremento, somando 63 mil passageiros.

A média anual de crescimento dos aeroportos é de 9% e a expectativa é que esse patamar fique estável ou aumente. “As novas infraestruturas e futuras ampliações vão elevar a capacidade dos aeroportos concedidos, que hoje atendem juntos cerca de 130 milhões de passageiros por ano. Ao longo do período de concessões, serão pagos R$ 45,3 bilhões de outorgas e serão investidos aproximadamente R$ 28,5 bilhões nos seis aeroportos concedidos”, finaliza o presidente da ANEAA.



fonte: Conteúdo Empresarial
SHARE
Banner

Comentar: