Meu título conteúdo da página

.

.

Arquivo

Navigation

Confins fica apenas em 10º lugar no ranking dos 15 melhores aeroportos do país


O Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, ocupa a décima posição entre os 15 aeroportos avaliados, segundo pesquisa de satisfação do passageiro divulgada pela Secretaria de Aviação Civil. O estudo coloca o terminal mineiro atrás de Campinas, Recife, Curitiba, Santos Dumont, Porto Alegre, Fortaleza, Congonhas e Brasília, com média de 3,81 pontos nos 48 quesitos analisados, contra 3,71 pontos no terceiro trimestre de 2014. Apesar da queda, o aeroporto fica abaixo da média nacional, que é de 3,94 pontos. No quarto trimestre de 2013, período da primeira avaliação, a média era 3,84.

A pesquisa foi feita entre os meses de outubro e dezembro do ano passado e ouviu 12.992 passageiros de voos domésticos e internacionais em 15 aeroportos que respondem por 95% da movimentação em todo o país – Viracopos, Brasília, Riogaleão, Guarulhos, Confins, Natal, Congonhas, Fortaleza, Porto Alegre, Santos Dumont, Curitiba, Recife, Manaus, Salvador e Cuiabá.

O Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), é o terminal mais bem avaliado do Brasil, com nota de 4,29 pontos. Logo atrás de Viracopos ficaram os aeroportos do Recife (4,28) e Curitiba (4,27). Santos Dumont, no Rio de Janeiro, e Salgado Filho, em Porto Alegre, completam a lista dos cinco primeiros, com médias 4,19 e 4,16, respectivamente. O último colocado na pesquisa foi o aeroporto de Cuiabá (MT), com nota 3,48, atrás do Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos (SP), o mais movimentado do país, e que obteve nota 3,73.

Os viajantes responderam a perguntas relacionadas a 48 quesitos, incluindo parâmetros utilizados em avaliações internacionais como tempo de espera no check-in, oferta de transporte público, restituição de bagagem e limpeza dos banheiros. Os dados mostram que 76% dos passageiros ouvidos consideraram os serviços bons ou muito bons, enquanto oito dos 15 aeroportos pesquisados alcançaram notas acima de 4 em uma escala de 1 a 5. De acordo com a secretaria, o nível de confiança da pesquisa é 95% e a margem de erro, 5%. Entre as piores notas em Confins estão o valor dos produtos de lanchonetes e restaurantes, além de produtos comerciais, qualidade da internet e custo do estacionamento.

Desde que passou a ser feita, a pesquisa já ouviu 145.962 passageiros. As perguntas são aplicadas nas salas de embarque e desembarque, após o passageiro ter passado por todas as etapas da viagem.



fonte: Estado de Minas
SHARE
Banner

Comentar: