Meu título conteúdo da página

.

.

Arquivo

Navigation

EMPRESA DE SOLUÇÕES SUSTENTÁVEIS LEVA, POR MEIO DE PUBLICIDADE, 989 COLETORES SELETIVOS DE RESÍDUOS A 10 AEROPORTOS BRASILEIROS


Válido por 10 anos, contrato da Infraero com a Coletiva abrange instalação de painéis publicitários nos pontos de maior circulação de pessoas nos aeroportos


Por meio de um contrato firmado com a empresa de sustentabilidade Coletiva, a Infraero lança uma iniciativa que destinará à reciclagem 100% dos resíduos sólidos gerados nos terminais de passageiros de dez dos mais movimentados aeroportos que administra no Brasil. São passageiros de aviões, integrantes de tripulações, trabalhadores em estabelecimentos de comércio e de serviços, funcionários e todos os demais que transitam nos saguões de check-in, halls, terminais de embarque e desembarque, áreas de acesso às aeronaves (chamados de fingers), além de entradas e saídas dos aeroportos.

Ao todo, a Coletiva instalou 989 coletores equipados com painéis publicitários no Aeroporto de Congonhas (SP), no Aeroporto Internacional do Recife, no Aeroporto Internacional de Fortaleza, no Aeroporto Internacional de Salvador, no Aeroporto Santos Dumont (RJ), no Aeroporto Pampulha (BH), no Aeroporto Internacional de Cuiabá, no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes/Manaus, no Aeroporto Internacional de Curitiba e no Aeroporto Internacional de Porto Alegre. Quase 70 milhões de pessoas passaram por esses dez aeroportos em 2013, segundo dados da Infraero, que também administra outros 50 aeroportos no Brasil. O contrato com a Coletiva é válido até o ano de 2024.

Com a parceria firmada com a Coletiva, a Infraero se posiciona como uma das pioneiras entre as empresas públicas nacionais a se adequar à Lei Federal 12.305/10, que determina que, até o início de 2015, todas as corporações – públicas ou privadas – deverão dar um destino sustentável aos resíduos sólidos recicláveis que são gerados em suas dependências. A meta principal dessa lei é conseguir dar fim aos famigerados “lixões” de todo o Brasil. O trabalho da Coletiva para a Infraero (bem como para todos os seus demais clientes) inclui ainda o gerenciamento e a destinação dos resíduos recicláveis a cooperativas de catadores, promovendo a inclusão destas comunidades, que constituem importante pilar no desenvolvimento da sustentabilidade. Diariamente as cooperativas também informam o volume de resíduos entregues a elas, tornando possível a mensuração do impacto do projeto.

Tal característica faz com que a Infraero cumpra também a “Logística Reversa” estipulada pela Lei 12.305/10, pois as 2,5 toneladas de resíduos sólidos coletados diariamente (ou 75 toneladas por mês) nos dez aeroportos incluídos no contrato com a Coletiva serão encaminhados para 16 cooperativas de catadores como doação. Ou seja, além de contribuir para a educação ambiental, com os coletores, e dar a correta destinação aos resíduos recicláveis, a Coletiva também proporciona um benefício social ao doar essas toneladas de resíduos para cooperativas que atuam com reciclagem, fato que gera mais empregos, melhoria da renda e potencializa a capacidade de profissionalização de quem trabalha ali.

Patrocínio publicitário

As empresas interessadas em investir no projeto podem promover a ativação de suas marcas por meio dos 989 coletores instalados em pontos estratégicos de dez dos mais movimentados aeroportos brasileiros, que oferece display digital ou estático para publicidade e informações de utilidade pública aos passageiros. A ideia é colocar à disposição da sociedade conteúdo relevante quanto à importância da separação de resíduos e de seu reaproveitamento, fornecendo dados que serão exibidos diariamente.

“Com um patrocinador que viabiliza a parte financeira, por meio do patrocínio/publicidade, nosso projeto promove o retorno dos resíduos à cadeia, como matéria-prima, evitando a exploração de recursos naturais. Também beneficia os catadores neste processo, gerando renda para eles. Com tudo isso, nossos coletores passam a ser o que chamamos de Mídia Sustentável, pois atingimos resultados nos três pilares da sustentabilidade (Financeiro, Ambiental e Social)”, explica Diego Gomes Martins, CEO da Coletiva. A empresa tem em sua carteira clientes como Shell, Pepsi, Ariel, Citibank, Heineken e Endeavor, entre outros.

“É importante mencionar que, com a instalação dos coletores, além de disseminarmos o conceito de desenvolvimento sustentável e a importância da reciclagem aos passageiros, contribuímos para a questão da segurança nos aeroportos. Isso porque os coletores são transparentes e possibilitam a visualização de todo conteúdo descartado, facilitando as operações de segurança. Algo que, inclusive, já foi validado pela Polícia Federal”, ressalta Cleiton Farias, Superintendente de Marketing da Infraero.

Para o CEO da Coletiva, os consumidores buscam cada vez mais se relacionar com empresas responsáveis e comprometidas com um modelo de desenvolvimento sustentável. “Hoje, os resíduos, que são cada vez mais gerados em nossa sociedade, são um desafio nacional e a nova legislação entra como um enorme benefício ambiental e social. Nesse contexto desafiador, criamos uma ação ‘ganha-ganha-ganha’, pois, ao implantarmos o sistema de coleta seletiva em 10 aeroportos da Infraero, educamos ambientalmente os usuários, melhoramos o meio ambiente destinando corretamente os resíduos recicláveis às cooperativas de catadores, geramos renda e emprego a essas cooperativas, ao mesmo tempo em que os anunciantes patrocinadores garantem presença de marca e uma participação ativa na logística reversa nesses locais”, finaliza Martins.

SOBRE A INFRAERO

Fundada em 1973, a Infraero é uma empresa pública nacional habituada à diversidade brasileira. Comprometida com as pessoas, contribui para simplificar e enriquecer a experiência de viagem dos passageiros, garantindo segurança, conforto e bom atendimento. Vinculada à Secretaria de Aviação Civil (SAC), a Infraero é reconhecida como uma multiplicadora, pois está sempre aberta a parcerias com os outros agentes (players) do setor. Com a missão de “oferecer soluções aeroportuárias inovadoras e sustentáveis aproximando pessoas e negócios” e foco permanente na excelência da prestação de bons serviços a seus clientes, a Empresa administra e investe em infraestrutura aeroportuária, com obras e melhorias em todos os estados brasileiros.

Administra desde grandes aeroportos até alguns tão pequenos que ainda não recebem voos comerciais regulares, mas cumprem a função de representar a soberania nacional em áreas longínquas e de fronteira. Ao todo são 60 aeroportos, 72 Estações Prestadoras de Serviços de Telecomunicações e de Tráfego Aéreo e 28 Terminais de Logística de Carga. Em 2013, seus aeroportos registraram 135,7 milhões de embarques e desembarques e movimentaram 656,7 mil toneladas de carga. A Empresa também tem participação, com 49%, nas Sociedades de Propósitos Específicos (SPEs) que administram os terminais de Guarulhos e Viracopos (SP), Brasília (DF), Confins (MG) e Galeão (RJ), além de ser referência na capacitação de profissionais destinados às atividades aeroportuárias, sendo a única empresa pública brasileira autorizada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) a oferecer treinamentos especializados.

As conquistas da Infraero ao longo dos anos mostram que ela está em evolução constante, sempre se renovando e investindo em treinamento e tecnologia na busca da melhoria da prestação de serviços e soluções aeroportuárias. Afinal, investir em crescimento sustentável, participando do desenvolvimento do País e do setor, com o menor impacto ambiental possível, é o compromisso da Infraero com o Brasil e com as próximas gerações.

SOBRE A COLETIVA

O desenvolvimento sustentável já não é uma opção ou questão de idealismo. Mais do que em qualquer época de nossa história, é uma obrigatoriedade para pessoas e empresas que possuem uma visão de longo prazo e desejam garantir a vida saudável e segura no Planeta. Sob essa premissa é que surgiu a Coletiva – Ideias para o futuro, empresa criada pelo empresário Diego Gomes Martins para desenvolver e aplicar projetos alinhados a estratégias de sustentabilidade em grandes corporações. A proposta da empresa é ampliar o valor das marcas, aproximá-las dos consumidores e permitir que ambos façam parte do mesmo universo, criando oportunidades para que as marcas se relacionem diariamente com seus clientes. A Coletiva tem em sua carteira clientes como Shell, Pepsi, Ariel, Citibank, Heineken e Endeavor, entre outros.




fonte / foto: Casa do bom conteúdo

SHARE
Banner

Comentar: