Meu título conteúdo da página

.

.

Arquivo

Navigation

GOL solicita autorização para ampliação do uso de equipamentos eletrônicos durante o voo

Companhia já enviou documentação à ANAC e, quando aprovada, clientes não precisarão mais desligar os celulares na aeronave, utilizando-os em modo avião


A GOL Linhas Aéreas Inteligentes, maior companhia aérea de baixo custo e melhor tarifa da América Latina, informa que já solicitou autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) para a ampliação do uso de equipamentos eletrônicos durante o voo, podendo oferecer aos seus clientes a possibilidade de utilizarem seus dispositivos portáteis em todas as etapas da viagem, seguindo as orientações de segurança.

A novidade permitirá, por exemplo, que ao pousar o passageiro utilize o celular para informar sobre a sua chegada antes da abertura das portas.

Desde 2013, a companhia examina a interferência eletromagnética nos diferentes sistemas das aeronaves de sua frota, baseada em estudos divulgados pela Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA) e a Agência Europeia de Segurança Aérea (EASA), que aprovam o uso de dispositivos eletrônicos portáteis a bordo.

Depois de aplicar a análise às suas operações de forma detalhada, a GOL afirma em documento enviado à Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) que os dispositivos não apresentam risco ao sistema de comunicação e de navegação de suas aeronaves, desde que utilizados de forma adequada.

A proposta defende que aparelhos que permitem desabilitar suas funções de transmissão, como telefones celulares, laptops e tablets, tornam-se livres de interferência. Com operações igualmente seguras, podem ser utilizados no modo avião, com o Bluetooth e Wi-fi desabilitados durante todo o voo.

“A mudança no regulamento será uma conquista importante para a aviação brasileira e queremos oferecer este diferencial ao nosso cliente, descomplicando mais uma etapa da viagem”, diz Sergio Quito, diretor-executivo de Operações da companhia. “Apoiamos mais esse passo do setor e estamos comprometidos em trazer tal conforto ao passageiro, sem interferir na segurança”, complementa Quito.

Para transferência de dados e ligações, os celulares e demais dispositivos com estas funções poderão ser utilizados logo após o pouso, enquanto a aeronave se destina ao ponto de parada para o desembarque, e como já acontece hoje, antes da decolagem, enquanto a porta de embarque estiver aberta e os motores ainda desligados.

Zelando pela segurança, item primordial da gestão da companhia, durante as instruções de segurança, pouso, decolagem ou momentos de turbulência, os equipamentos deverão ser guardados nos bolsões à frente da poltrona ou junto ao corpo. Dispositivos maiores que um tablet, por exemplo, devem ser guardados nos compartimentos superiores.



fonte: GOL Linhas Aéreas Inteligentes
SHARE
Banner

Comentar: