Meu título conteúdo da página

.

.

Arquivo

Navigation

Rolls-Royce parabeniza Airbus por certificação da aeronave A350-900

 
A Rolls-Royce, empresa global de sistemas de energia, presente no Brasil há 55 anos, parabeniza a Airbus por conquistar a certificação da Agência Europeia de Segurança para a Aviação (EASA, da sigla em inglês) para o A350-900, equipado com motores Rolls-Royce Trent XWB.

O Trent XWB é o motor civil mais eficiente do mundo e o mais encomendado de toda a história da família Trent, com mais de 1.400 unidades já vendidas e com 11.000 horas de testes de solo e voo. Ele vai equipar a primeira aeronave A350 XWB em serviço com a Qatar Airways ainda este ano.

Os engenheiros da Rolls-Royce trabalharam em estreita colaboração com a Airbus para apoiar a certificação da aeronave, produzindo mais de 180 relatórios para validar as interfaces entre motor e a fuselagem.

Francisco Itzaina, presidente da Rolls-Royce para a América do Sul, afirma: “Celebramos com a Airbus essa conquista, mais um capítulo de sucesso na história do A350 XWB. Estamos ansiosos por continuar a apoiar a Airbus enquanto trabalhamos para a entrada em serviço da aeronave ainda este ano”.

Os testes de solo do Trent XWB foram realizados na Unidade da Rolls-Royce, em Derby, Reino Unido; na Agência Espacial da Espanha, no Instituto Nacional de Técnica Aeroespacial (INTA, na sigla em espanhol), em Madri; no Centro Aeroespacial Global de Gelo e Pesquisa Ambiental (GLACIER, da sigla em inglês), em Manitoba, Canadá; na Fábrica de Testes de Motores de Jatos da Rolls-Royce, no John C. Stennis Space Center, Mississipi, EUA; e na base da Força Aérea Edwards, na Califórnia.


Notas aos editores:

1. A visão da Rolls-Royce é criar energia melhor para um mundo em mudança por meio de dois principais segmentos: Aeroespacial e Naval & Sistemas Industriais de Energia (MIPS, na sigla em inglês). Eles têm papel fundamental na estratégia da empresa de ir ao mercado por meio de duas fortes plataformas tecnológicas: as turbinas a gás e os motores alternativos para uso em terra, mar e ar.

2. A divisão Aeroespacial é composta por aviação civil e aviação de defesa, e o MIPS pelas divisões Naval, Energia, Nuclear e Sistemas de Energia (RRPS). Em 7 de março de 2014, a Daimler anunciou a intenção de exercer a sua opção de vender à Rolls-Royce Holdings plc sua participação de 50% na RRPS. Em 16 de abril de 2014, a avaliação foi acordada e a transação deverá ser concluída dentro dos próximos meses, sujeita às aprovações regulamentares habituais. Em 6 de maio de 2014, a Rolls-Royce anunciou a assinatura de um acordo para vender seu negócio de turbina a gás e compressor da divisão de Energia à Siemens por um montante de £785 milhões, oferta em dinheiro. Após a conclusão, prevista para antes do fim de dezembro de 2014, a Rolls-Royce vai receber um adicional de £200 milhões por um acordo de licenciamento de 25 anos.

3. A Rolls-Royce tem clientes em mais de 120 países, que somam mais de 380 companhias aéreas e empresas de leasing, 160 forças armadas, 4 mil clientes do setor naval (incluindo 70 marinhas) e 1.600 clientes de energia e energia nuclear.

4. Nosso negócio é focado nos 4Cs:
• Cliente – colocar o cliente no centro do nosso negócio
• Concentração – decidir onde crescer e onde não crescer
• Custo – buscar continuamente aumentar a eficiência
• Caixa – melhorar o desempenho financeiro.

5. A receita global de 2013 foi de cerca de £15,5 bilhões, com cerca de metade proveniente do fornecimento de serviços. Já a carteira de encomendas firmes e anunciadas ficou em aproximadamente £70,4 bilhões em 30 de junho de 2014.

6. Em 2013, a Rolls-Royce investiu cerca de £1,1 bilhão em pesquisa e desenvolvimento. O Grupo também dá suporte a uma rede global de 31 Centros Universitários de Tecnologia, que conectam os engenheiros da empresa com a vanguarda da pesquisa científica.

7. A Rolls-Royce emprega mais de 55.000 funcionários em mais de 45 países, entre eles o Brasil. Desses, mais de 17.000 são engenheiros.

8. O Grupo possui forte compromisso com o recrutamento de aprendizes e jovens graduados e com o desenvolvimento profissional avançado dos seus funcionários. Em 2013, empregamos 379 graduados e 288 aprendizes em nossos programas em todo o mundo.Globalmente, temos mais de 1.000 embaixadores Rolls-Royce STEM (Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática, na sigla em inglês) que estão ativamente envolvidos em programas de educação e atividades. Nossa meta é chegar a seis milhões de pessoas por meio de nossas atividades complementares de STEM até 2020.



fonte Rolls-Royce plc / Comunicação Corporativa – América do Sul
SHARE
Banner

Comentar: