Meu título conteúdo da página

.

.

Arquivo

Navigation

Brasil tem menor índice de voos atrasados em 10 anos


O Brasil bateu em 2013 o recorde de pontualidade de voos nos últimos dez anos, segundo a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil).

No ano passado, 7,89% dos voos atrasaram mais de 30 minutos e 3,08% mais de 60 minutos, de acordo com o anuário da agência, a ser divulgado na segunda (13).

Em 2012, o índice de voos atrasados havia sido de 10,97% (mais de 30 minutos) e de 3,68% (mais de 60).

O pior ano para o setor --e para os passageiros-- foi 2007, auge da crise aérea, quando um a cada três voos atrasou mais de meia hora.

Desde então, regras mais rígidas impuseram às empresas aéreas, por exemplo, obrigações de assistência a passageiros em caso de atraso e cancelamento de voos.

Segundo a agência, a concessão de aeroportos (Cumbica, Brasília, Viracopos, Confins, Galeão e São Gonçalo do Amarante-RN) ajudam a melhorar a infraestrutura e, consequentemente, impactam nos resultados, principalmente a longo prazo.

Isso porque os concessionários responsáveis pelos aeroportos têm compromissos a cumprir com ampliação e manutenção de qualidade.

VOOS MAIS LONGOS

Mas uma das principais explicações para o resultado está em um expediente adotado pelas companhias aéreas nos últimos anos. Elas aumentaram o tempo reservado para viagem, criando "folgas" que permitam atenuar atrasos ao longo o dia.

Um voo não vai para o destino e volta. Ele vai, por exemplo, de Guarulhos para o Recife, de lá para Manaus, de lá para Boa Vista. Assim, atrasar o voo na origem causa efeito cascata que afeta todos os voos seguintes, o que prejudica os passageiros e, no limite, a própria empresa.

Esse tempo é definido por meio de um instrumento chamado "Hotran", por meio do qual a empresas aérea diz para a Anac qual horário reservou para determinado voo.

A reserva de horário de um voo que levava 65 minutos tem, agora, três minutos a mais, diz Maurício Emboaba, consultor técnico da Abear, associação que reúne TAM, Gol, Azul e Avianca."Os tempos de viagem estão aumentando sim e criando mais folgas, porque temos deficiências acentuadas de infraestrutura."

Entre elas estão as restrições de espaço aéreo e de limitação de capacidade dos aeroportos que criam filas para pousos e decolagens.

Há outras razões para a melhoria de eficiência, disse Emboaba. Os voos estão "fechando" (o último passageiro a embarcar) com maior antecedência, em média de 45 minutos, ante 30 minutos adotados anteriormente.

No geral, foram transportados, em 2013, 109,2 milhões de passageiros pagos.

MENOS ESPERA NA AVIAÇÃO

PERCENTUAL DE ATRASOS MAIORES QUE 30 MINUTOS
2007: 30,40%
2008: 16,98%
2009: 10,75%
2010: 13,89%
2011: 13,71%
2012: 10,97%
2013: 7,89%

PERCENTUAL DE ATRASOS MAIORES QUE 60 MINUTOS
2007: 16,38%
2008: 6,48%
2009: 4,15%
2010: 5,19%
2011: 4,82%
2012: 3,68%
2013: 3,08%

9,88%
Guarulhos - Porto Alegre
Índice de atrasos acima de 30 minutos, o maior entre as 20 principais rotas analisadas

Fonte: Anac via Folha de São Paulo
SHARE
Banner

Comentar: