Meu título conteúdo da página

.

.

Arquivo

Navigation

ANAC divulga Anuário do Transporte Aéreo de 2013


A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) divulgou (15/10) o Anuário Estatístico do Transporte Aéreo de 2013. Entre as principais informações disponíveis no Anuário destaca-se a demanda doméstica do transporte aéreo de passageiros. Entre 2004 e 2013, em termos de passageiros-quilômetros pagos transportados (RPK), a demanda apresentou alta de 203%, trata-se do maior nível dos últimos dez anos, com índice médio de 13,1% ao ano. Neste mesmo período, o crescimento anual do transporte aéreo doméstico representou mais de 3,7 vezes o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, e mais de 13 vezes o crescimento da população.

A quantidade de passageiros pagos transportados em 2013 atingiu o maior número da história da aviação brasileira. No total, mais de 109,2 milhões de passageiros foram transportados em 2013, no qual foram quase 90 milhões de passageiros em voos domésticos e 19,2 milhões em voos internacionais. Somando os números dos últimos dez anos, o crescimento foi de 165%.

O Anuário disponibiliza estatísticas por aeroporto, por companhia aérea, por rotas (domésticas e internacionais) e informações sobre movimento de passageiros e de carga, frota de aeronaves por companhia, quantidade de voos, número de localidades atendidas, além de dados sobre participação de mercado e informações econômico-financeiras.

Os dados constam do Anuário do Transporte Aéreo de 2013, disponibilizado pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) na Internet: http://www2.anac.gov.br/estatistica/anuarios.asp.

Veja abaixo os principais destaques do Anuário.

Frota de aeronaves das companhias aéreas brasileiras cresceu 8,7% em 2013

Ao final de 2013, a frota das empresas brasileiras atingiu 563 aviões, um acréscimo de 8,7% em relação ao número apresentado em dezembro de 2012, segundo o Anuário do Transporte Aéreo de 2013 da ANAC. Aeronaves com capacidade entre 101 e 150 assentos de passageiros representaram 31%, enquanto aquelas com capacidade de 151 a 200 assentos representaram 40%. A Airbus foi a líder em quantidade de aeronaves operadas por empresas brasileiras no país em 2013, com 37,3% do total, seguida da Boeing, com 32,5%. A Embraer foi a terceira fabricante com mais aeronaves em operação no Brasil em 2013, com 14,6% de participação.

Aeroportos de São Paulo foram os que mais movimentaram voos domésticos no país em 2013

Os 20 maiores aeroportos brasileiros abrigaram 79,61% das decolagens de voos domésticos do país em 2013, segundo o Anuário do Transporte Aéreo de 2013 da ANAC. Destes aeroportos, oito encontram-se na Região Sudeste, quatro na Região Nordeste, três na Região Centro-Oeste, três na Região Sul e dois na Região Norte. Os dois aeroportos com maior número de decolagens foram os de Guarulhos e Congonhas, respectivamente, que juntos representaram 18,55% das decolagens em etapas domésticas de voos. Os aeroportos de São Paulo movimentaram cerca de 254 mil voos, mais do que o dobro dos registrados pelos aeroportos do Rio de Janeiro, estado que foi o segundo colocado do ranking de aeroportos com aproximadamente 106 mil voos movimentados.

Amazonas é o estado com o maior número de aeroportos que recebem voos domésticos regulares no país

Um total de 147 aeroportos recebeu voos domésticos regulares e não-regulares em 2013. O estado com o maior número de aeródromos públicos utilizados foi o Amazonas, com 19, seguido por Minas Gerais (15), Pará (12) e São Paulo (11), segundo o Anuário do Transporte Aéreo de 2013 da ANAC. A Região Norte movimentou cerca de 80.6 mil voos em 2013 e registrou o embarque de aproximadamente 5,6 milhões de passageiros que pagaram por seus bilhetes. No transporte de cargas domésticas, a rota Manaus – Guarulhos (SP) foi a mais utilizada dentro do país, atingindo 43,7 mil toneladas transportadas.

Estado da Bahia é o que mais movimenta voos domésticos da Região Nordeste

Os aeroportos do estado da Bahia foram o que mais movimentaram voos domésticos na Região Nordeste do País em 2013, segundo o Anuário do Transporte Aéreo de 2013 da ANAC. Foram cerca de 55,6 mil voos domésticos (entre decolagens e pousos) registrados contra 34,9 mil voos domésticos do segundo estado colocado, Pernambuco (PE). Em toda a Região Nordeste foram registrados cerca de 166 mil voos domésticos, sendo a segunda região com maior número de voos domésticos no país, ficando atrás somente da Região Sudeste, que registrou cerca de 454 mil voos domésticos no ano de 2013. A Região Nordeste registrou o embarque de 16,9 milhões de passageiros que pagaram por seus bilhetes. A rota Salvador – Guarulhos foi a segunda que mais transportou passageiros no país em voos domésticos, com cerca de 2,3 milhões de passageiros, ficando atrás somente da ponte aérea Santos Dumont – Congonhas, com aproximadamente 4 milhões de passageiros.

Companhias brasileiras aumentaram participação no mercado internacional em 2013

Em 2013, o mercado internacional atingiu o maior nível de oferta dos últimos 10 anos, chegando a 140 mil voos realizados. As empresas brasileiras foram responsáveis por 29,9% dos voos internacionais, ante uma participação de 29,5% em 2012. Isto se deve a um aumento de 2,61% na quantidade de voos ofertados pelas nacionais ante a um aumento de apenas 0,9% do número de voos ofertados pelas estrangeiras, segundo o Anuário do Transporte Aéreo de 2013 da ANAC.

O continente com o maior número de voos com origem ou destino no Brasil foi a América do Sul, seguido de América do Norte e Europa. Considerando os países individualmente, o maior volume de voos se concentrou entre Brasil e Estados Unidos com 28,5 mil voos, sendo a Argentina o segundo destino, registrando 26,8 mil voos.

Europa, América do Sul e América do Norte foram os continentes que registraram a maior quantidade de passageiros pagos transportados em voos internacionais com origem ou destino no Brasil em 2013, com 5,76 milhões, 5,67 milhões e 5,40 milhões, respectivamente. Estados Unidos (4,95 milhões), Argentina (2,82 milhões) e Portugal (1,57 milhões) foram os países com a maior movimentação de passageiros de ou para o Brasil em 2013.

Transporte internacional de cargas

A quantidade de carga paga transportada em 2013 no transporte aéreo internacional com origem ou destino no Brasil foi recorde em relação aos últimos dez anos, com 777,6 mil toneladas e crescimento de 69% em relação a 2004. O crescimento em relação a 2012 foi de 7,2%.

América do Norte, Europa e América do Sul foram os continentes com maior volume de carga paga despachada nos aviões para o Brasil em 2013, com 202 mil, 171 mil e 48 mil toneladas transportadas, respectivamente. Em termos de carga com origem no Brasil a ordem se inverte, sendo o principal destino a Europa, seguida pela América do Norte e América do Sul, com 94 mil, 89 mil e 61,9 mil toneladas.

Estados Unidos, Alemanha e Argentina foram os principais destinos em termos de carga paga transportada em voos com origem no Brasil, com 77 mil, 27 mil e 17 mil toneladas de carga paga transportada. Analisando a carga paga transportada em voos com destino ao Brasil, os principais países de origem foram Estados Unidos, Alemanha e Holanda, com 191 mil, 48 mil e 33 mil toneladas.



Assessoria de Comunicação da ANAC
SHARE
Banner

Comentar: