Meu título conteúdo da página

.

.

Arquivo

Navigation

Companhias aéreas eliminam fileira 13

https://www.facebook.com/portalinfoaviacao

Nenhuma das empresas assume publicamente, mas, por trás da medida --comum no mundo todo--, há um temor: o de que a superstição em torno do número 13, atribuído à má sorte, aumente o medo de voar em quem já não gosta de andar de avião.

Na Gol, o fim da fileira 13, disponível em 41 aviões, ocorre aos poucos, como parte de uma reconfiguração interna anunciada em fevereiro, a ser concluída em 2015, que aumentará o espaço entre as poltronas em toda a frota.

Cerca de cem aviões da companhia --70% da frota-- já não têm a décima terceira fileira, aí incluídos os novos aviões, entre os quais o Boeing 737-800 pintado pela dupla Osgemeos que transportará a seleção na Copa.

Nessas aeronaves, há a fileira 12 e, atrás dela, a 14.

A Gol apressou a extinção da 13 por razão prática: quando um avião com a fileira 13 quebrava e os passageiros dessa fileira eram colocados num avião sem a 13, havia confusão --eles não achavam o lugar onde iam se sentar.

SEM A 13

Foi o que ocorreu com o analista de sistemas Fabio Altomar. Em 2013, ele descobriu a bordo do avião que a fileira 13 marcada pela Gol não existia. Como o voo estava cheio, foi obrigado a desembarcar.

Fabio foi à Justiça e, em dezembro, ganhou indenização de R$ 10 mil por danos morais. A Gol recorreu e perdeu.

No processo, a Gol não explica por que não tem a fileira 13. A Folha apurou, porém, tratar-se de superstição. Não só: há o medo de que um passageiro com medo cause pânico e tensão a bordo.

A Avianca não quis falar. Em um voo recente, um comissário justificou a ausência da 13 com o argumento de que aviões da fabricante Airbus não têm essa fileira.

Não é bem assim. A frota doméstica da TAM, com modelos Airbus, tem a 13. A Azul tampouco exclui a fileira.

Quando uma empresa aérea recebe um avião novo do fabricante, decide como será a disposição interna, inclusive se terá os assentos 13.

A Airbus não diz quantos dos seus aviões são entregues assim, mas disse que, "de fato, algumas companhias não querem ter a fileira 13 para respeitar a superstição dos passageiros". A Embraer diz que de 20% a 30% das empresas aéreas que compram seus jatos pedem para não ter a 13.

TCHAU, AZAR

A Lufthansa e a Air France/KLM são algumas a não usar o número. A empresa alemã limitou-se a dizer ser uma "superstição ocidental". A Air France não respondeu.

Já a Emirates não usa a fileira 13 desde a fundação, em 1985. "Para evitar que nossos passageiros passem por situações desconfortáveis, não oferecemos essa fila", informou. "Não queremos que ninguém se sinta azarado a bordo dos aviões Emirates."

Os passageiros não costumam notar a ausência. "Não olho as fileiras depois da 10, porque gosto de viajar na frente. Sempre acho que tem menos turbulência por lá, e penso que, se o avião cair, quem está na frente tem mais chances de sobrevivência", diz Larissa Flores, 30, servidora pública federal.
http://www.melhorandopessoas.com.br/mp3/



fonte: Folha de São Paulo
SHARE
Banner

Comentar: