Meu título conteúdo da página

.

.

Arquivo

Navigation

TCE aponta que parte do aeroporto de Cuiabá não ficará pronta até a Copa

https://www.facebook.com/infoaviacao

O turista que visitar Cuiabá para assistir aos jogos da Copa do Mundo não deverá encontrar no principal aeroporto da região metropolitana - o Marechal Rondon, em Várzea Grande – a totalidade da estrutura, dos serviços ou mesmo da praça de alimentação prometidas para atender a demanda do evento na capital mato-grossense, conforme levantamento divulgado na última sexta-feira (16) pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE).

A menos de um mês do evento da Fifa, o relatório apontou que o ritmo das obras de ampliação do terminal não tem condições de disponibilizar ao usuário parte do piso superior (para embarque internacional), dois dos quatro fingers previstos no projeto (estruturas que interligam as portas da aeronave diretamente com o aeroporto) e a nova praça de alimentação e serviços.

Todos esses setores não estarão operacionais durante a Copa, assinalou o TCE. Relator do levantamento, o conselheiro João Batista de Camargo Júnior explicou que apenas dois dos fingers destinados a embarques nacionais estarão operando.E, como o passageiro não poderá usufruir de uma praça de alimentação ampliada, será construída uma via no piso superior para facilitar o acesso à àrea comercial já existente.

Atrasos

O relatório do TCE foi feito com base em medições dos avanços de engenharia na ampliação do aeroporto. A auditoria foi feita no dia 21 de abril e constatou que o conjunto da obra havia atingido 75% de conclusão.

Às vésperas da Copa do Mundo e após críticas ao ritmo dos trabalhos por parte do ministro Wellington Moreira Franco, da Aviação Civil, o esperado era uma aceleração nos serviços de engenharia. No entanto, com base nas observações de técnicos do TCE, a estimativa de avanço até o último dia 12 de maio foi de apenas 3%.
Além disso, a obra tinha como prazo de entrega o mês de abril. Licitada pelo governo do estado por mais de R$ 81 milhões, custos adicionais estimados elevam o valor global da empreitada a R$ 115 milhões.

Por outro lado, o levantamento do TCE prevê que setores como a totalidade do piso inferior (desembarque) estarão funcionais, além de outras partes da área externa como o estacionamento, a via em frente ao terminal e banheiros. As três esteiras de bagagem para os passageiros em desembarque (sendo uma para voos internacionais) já foram instaladas.

Governo

A reportagem procurou a Secretaria Extraordinária da Copa (Secopa) para comentar os apontamentos do TCE sobre as obras do aeroporto, mas a secretaria preferiu não se manifestar a respeito.
 
 
https://www.facebook.com/infoaviacao
 



fonte: G1 - Circuito Mato Grosso via SNA
SHARE
Banner

Comentar: